Título da Redação: Um Brasil mais justo

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há quase 2 anos por usuário anônimo.


A estratificação social na sociedade brasileira é uma característica marcante a organização do Brasil, sendo este um aspecto frequente desde o período monárquico aristocrata ao presidencialismo atual. Esta divisão da sociedade em classes pré-definidas acarreta em prejuízos sociais e perdas democráticas para o povo brasileiro, que acaba por segmentar-se em estilos e peculiaridades de vida opostos, que acarretam em um embate societário entre camadas sociais.
O rápido crescimento econômico brasileiro das últimas décadas propiciou o aumento da renda do brasileiro de classe baixa, possibilitando o acesso a serviços que eram de difícil obtenção. O brasileiro “comum” começou a frequentar shoppings centers, shows, festas e eventos, gerando uma maior relação entre as diversas classes sociais do Brasil. Porém, com a maior interação pública, desenvolveram-se áreas que permitem as classes sociais altas distanciarem do resto, conhecidas como áreas VIP.
As áreas VIPs tornaram-se comuns em diversos lugares, sendo também chamadas de camarotes. É possível encontrar estes espaços em aeroportos, festas e eventos, normalmente como uma forma de privilegiar os que possuem uma maior condição financeira, tornando-os mais “relevantes” em relação aos outros indivíduos. Estas áreas especiais terminam por impedir uma maior unificação do povo brasileiro, que ao invés de realizar as atividades cotidianas em conjunto, acaba por continuar dentro de estratificação.
Karl Marx, sociólogo da Escola de Frankfurt, analisa a sociedade como uma constante luta de classes, em que os privilegiados buscam manter suas vantagens sobre a cama mais baixa da sociedade. Este conceito pode ser aplicado para a “camarotização” da sociedade brasileira, em que através de detalhes a camada mais abastada da sociedade continua com sua superioridade, através do uso do capital como conservador de seu poder.
Em vista dos fatos apresentados, é evidente o processo de estratificação social dentro da sociedade brasileira contemporânea, tendo esta aumentado nos últimos anos. O afastamento entre as camadas é um problema e é função do governo intervir para levar o país em direção a justiça social, investindo em programas sociais voltados para a inclusão das classes menos privilegiadas, educação pública voltada para a formação de um indivíduo capacitado e crítico, além de programas de transferência de renda, para que assim o Brasil possa tornar-se um país igualitário e digno.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Mariana Rodrigues

    Parabéns, você praticamente não apresenta erros gramaticais! Além das marcações no texto, abaixo estão aspectos necessários para uma melhor produção textual. Na tentativa de escrever algo mais rebuscado acaba usando termos/palavras/expressões muito complicadas que não se aplicam bem ao restante do texto. Melhor usar termos/palavras/expressões já conhecidas e confortáveis à você. Neste tipo de texto é indispensável a apresentação do tema e do ponto de vista a ser defendido já na introdução, logo depois deve haver argumentos que sustentem sua tese e proposta de intervenção. Como dito nas marcações, é preciso que você os desenvolva, dê detalhes, fundamente e os ligue. Aproveite que a proposta de intervenção não é obrigatória na conclusão de sua redação, pois ela é produto/consequência de seus argumentos. É isso,. Bons estudos!

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás