Título da Redação: Plural

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 2 anos por Mariela Bonizio


Camarotes, salas vips, áreas exclusivas: estes são exemplos de espaços cada vez mais comuns e procurados em estabelecimentos brasileiros. Isso mostra uma realidade de apartheid social, na qual a divisão dos indivíduos se baseia naquilo que eles possuem - ou parecem possuir -, provocando perdas culturais para a sociedade.
Como advento do capitalismo, as posses materiais ganharam grande importância. Sendo assim, o valor de um cidadão passou a ser medido por seu poder de consumo, unindo aqueles com condições semelhantes que buscam serviços melhores por um preço mais alto, como é o caso de hospitais e escolas particulares.
Somado a isso, há o avanço das redes sociais. Por permitirem uma comunicação instantânea e global, elas passaram a funcionar como uma vitrine, na qual as pessoas expõem suas vidas e posses, movidas pela cultura da imagem, pois mais importante do que ter um alto poder aquisitivo, é mostrar que o tem.
Sendo assim, esses processos promovem perdas culturais na sociedade., já que há uma intensificação da separação de classes. Com isso, o único costume desejado é o do consumo, o que faz com que o número de espaços compartilhados por diferentes grupos diminua, afetando diretamente o convívio e experiências trocadas entre essas pessoas. Isso representa um retrocesso democrático, já que deixamos de compartilhar uma vida em comum de forma harmônica.
Portanto, é necessário que essa segregação seja minimizada. Para isso, o governo deve melhorar as condições dos serviços públicos para que toda a população queira utilizá-los. Além disso, a escola, juntamente com a família, precisa, desde cedo, mostrar a importância da diversidade, bem como respeitá-la. Por fim, a mídia deve divulgar e incentivar o intercâmbio cultural, pois é essa pluralidade que constrói o nosso país.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás