Durante a quarentena estamos oferecendo 35% de desconto com o cupom  ESTUDAREMCASA   em qualquer plano do site.

ENTENDA O TEMA DA REDAÇÃO ENEM 2019

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

ENTENDA O TEMA DA REDAÇÃO ENEM 2019

Anualmente, candidatos de todo o país vão ao encontro de salas de colégios e universidades para, nelas, realizarem a prova do ENEM. Neste ano, 3,9 milhões de candidatos candidatos se inscreveram no exame. “Democratização do acesso ao cinema no Brasil” foi o tema desta edição, mas qual a expectativa para uma redação com o tema tão inesperado? É sobre isso que iremos falar hoje.

INTRODUÇÃO

Na introdução, espera-se que o candidato apresente sua tese sobre o tema, ou seja, seu ponto de vista. É necessário expor as questões que serão abordadas no decorrer do texto, assim como seu posicionamento em relação ao assunto. Nesse momento, é necessário ser assertivo e instigante para cativar o leitor e fazê-lo ler o restante do texto.

Nesta edição, poderiam ser abordados alguns pontos como:

  • A limitada parcela da população que tem acesso ao cinema, levando em consideração o aspecto elitizado desse acesso;
  • Os grupos marginalizados que não dispõem da oportunidade de ir ao cinema. Pode-se citar as áreas rurais e zonas periféricas de grandes centros urbanos;
  • A inadaptabilidade das salas de cinema para pessoas deficientes, assim como a falta de divulgação de cinemas que recebem pessoas no espectro autista e com dificuldades auditivas;
  • A desvalorização governamental de setores que englobam a cultura e as artes, dificultando o desenvolvimento de filmes nacionais e cinemas populares.

DESENVOLVIMENTO

Esta é a hora de sustentar suas teses com argumentos fundamentados. Espera-se que o candidato disponha de estratégias argumentativas consistentes e de conteúdo intrínseco suficiente para discorrer sobre o tema e defender seu ponto de vista, já apresentado anteriormente. Como argumentos, o candidato poderia citar:

  • A falta de acessibilidade para pessoas com deficiência, excluindo essa parcela da população;
  • O custo de se assistir a um filme no cinema, dificultando o acesso de pessoas de baixa renda a bens cinematográficos e cultura audiovisual;
  • Os constantes cortes no orçamento público destinado à manifestações e eventos artísticos, o que causa uma diminuição no número e na qualidade de produção dos filmes;
  • A extinção do Ministério da Cultura e o desmonte da Ancine (Agência Nacional do Cinema);
  • Como o incentivo ao consumo de arte leva a uma formação integral do indivíduo, tanto no sentido intelectual quanto humano;
  • A possibilidade de se discutir temas sociais relevantes a partir das representações de diferentes realidades retratadas nos filmes.

CONCLUSÃO

Nesta parte do texto, é necessário que o candidato retome o que foi desenvolvido ao longo da redação e conclua apresentando uma solução: a famosa proposta de intervenção. Essa proposta deve ter um agente, um meio, um modo e uma finalidade. Quem fará? Onde fará? Como fará? Porque fará? Dessa forma, recupera-se o que foi apresentado e discutido para indicar o que pode ou não melhorar, além de se desenvolver os meios e métodos dessa melhora. Assim, o texto cria uma organicidade e uma homogeneidade que o torna coerente aos moldes propostos. 

Para a proposta de intervenção, os candidatos poderiam ter abordado as seguintes questões:

  • O incentivo governamental à difusão de produções cinematográficas, em especial as nacionais, ampliando a valorização e o acesso popular. Esse incentivo pode ser feito a partir de parcerias com empresas privadas nacionais ou com iniciativas do mercado internacional;
  • O estímulo ao consumo de arte e cinematografia por parte das escolas privadas e públicas, em especial as de periferia, garantindo o contato dos jovens com as produções audiovisuais em vigência;
  • A criação de campanhas que assegurem o acesso ao cinema para pessoas em situação de rua ou marginalizadas, tanto pela pobreza quanto pela inacessibilidade causada por uma condição ou deficiência específica;
  • A promoção de festivais de cinema com ênfase em públicos específicos, como os jovens e idosos, para incentivar a busca e consumo de materiais cinematográficos.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Posts relacionados

EBOOK GRÁTIS

Se você está se preparando para o Exame Nacional

Faça seu cadastro para receber nossa Newsletter