Título da Redação: Humaniza

Proposta: Humanização no Atendimento à Saúde.

Redação enviada há mais de 2 anos por usuário anônimo.


Sorriso, cordialidade, olhos nos olhos, empatia. Características estas apreciadas por todos e deficiente no atendimento ao público de maneira geral. Se tratando da saúde, conforme evolui a medicina, o bem receber, o bem tratar vai se distanciando.
Por essa frieza que os paciente recebem nas instituições hospitalares, o Ministério da Saúde criou o Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar (PNHAH), que visa melhorar a qualidade e a eficácia nos serviços prestados em hospitais públicos; onde deveriam atender cerca de 450 hospitais no país. Mas na prática parece não surtir efeito.
As pessoas vão ao hospital em busca de alívio, preservação da vida, restituição da saúde, melhoria no conforto pessoal e encontram mau humor, má vontade, antipatia. Tudo isso pode ser resultado de fatores como turno dobrado, baixo salário, más condições de trabalho, que, por sua vez, torna o profissional da saúde um trabalhador frio, indiferente ao sentimentos dos doentes. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde da capital paulista, o Hospital Municipal Carmem Prudente, situada na zona leste, recebeu cerca de 255 reclamações registradas entre janeiro e junho de deste ano.
Percebe-se que é um círculo vicioso, que uma coisa está interligada a outra. Portanto, é de grande importância que as partes envolvidas entendam o que está acontecendo e comecem a praticar aquele velho dito 'trate as pessoas como gostaria de ser tratado'. um paciente que pode ser ouvido e compreendido, se recupera mais rápido, se sente mais feliz e isso reflete no atendimento do profissional e no restante do hospital.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Não existem comentários. Seja o a comentar neste texto.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás