Título da Redação: O distanciamento das classes sociais

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 1 ano por Jamile


A marginalização de uma grande parcela da sociedade brasileira é uma realidade presente e visível no cotidiano da população. Essa marginalização é causada, principalmente, pela divisão social de classes e a indiferença a essa realidade é proveniente da cultura do privado.
Na Grécia Antiga, a população vivia em um sistema de cooperativismo: um trabalhava pela manutenção da vida do outro. O crescimento demográfico desencadeou a diminuição do número de alimentos disponíveis, que resultou em conflitos violentos. Para solucionar o problema, a sociedade da época dividiu entre si os bens e terras, e, com o surgimento da propriedade privada, surgiu também a divisão social.
A cultura do privado, que é histórica, faz com que as pessoas garantam seus meios de subsistência e deixem de preocupar-se com o bem-estar de seus semelhantes. Essa indiferença provoca aumento da criminalidade e consequente distanciamento entre as classes: ricos não se sensibilizam com a situação de vida dos pobres. Pobres, criam preconceitos contra ricos quando esses deveriam trabalhar mutuamente pela transformação da realidade.
O sentimento de egoísmo e o distanciamento das classes serão minimizados com projetos sociais que visem a interação entre as pessoas e o posterior financiamento, por parte dos ricos em parceria com o estado, de ações concretas que aumentem as chances de a população marginalizada ser incluída na sociedade.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Não existem comentários. Seja o a comentar neste texto.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás