Título da Redação: Ambiente em comum

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por Ingrid Dayse


(introdução) O Brasil tem altos índices de desigualdade social observados desde sua colonização até seus tempos atuais. Na cidade do Rio de Janeiro e nas grandes metrópoles do país essa diferença é mais evidente, em que se pode ir do luxo ao lixo em um atravessar de rua. A burguesia assiste de camarote a degradação dos menos favorecidos sem nada fazer, com ambos frequentando o mesmo espaço. Como padronizar um espaço que é de acesso a todos?

(D1) Desde 1994 com o presidente Lula, o governo federal iniciou uma série de programas sociais como o bolsa família, bolsa escola, luz para todos, entre outros, afim de diminuir a desigualdade social do país. Em 2014 o Brasil pela primeira vez depois de se tornar uma democracia saiu do mapa da fome, contudo as diferenças entre as classes ainda continua a existir.

(D2) Essas diferenças não são apenas econômicas, mas também são culturais e sociais. O acesso a cultura e há espaços sociais são restritos de uma forma direta ou indireta as classes econômicas altas.Temos como exemplo o movimento conhecido como "rolezinho" que um grupo de adolescentes da periferia marcaram pelas redes sociais de irem a um shopping da zona sul e foram barreirados de entrar.

(conclusão) Acabar com a camarotização é praticamente impossível, contudo o acesso a lugares públicos e privados precisa ser aberto a todas as classes sociais. Precisa-se de iniciativas para amenizar o preconceito que existe na sociedade, até que essa chegue ao fim para que um dia o brasileira possa dizer que o Brasil é um país para todos em todos os lugares.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    Não é necessário dividir fisicamente o texto em Introdução, Desenvolvimento e Conclusão, pois a própria disposição dos parágrafos determina isso. O texto apresenta argumentação pertinente, embora não fuja muito da coletânea de textos motivadores. Citar os programas do governo de combate a desigualdade é uma abordagem muito válida, que poderia ter sido mais explorada. Além disso, o candidato poderia ter citado mais exemplos de segregação física por classes de modo a aprofundar mais a discussão. A proposta de intervenção sugere que "iniciativas" sejam tomadas "para amenizar o preconceito que existe na sociedade", mas que tipo de iniciativas? Quem tomaria? Qual o papel de outras áreas da sociedade (como a escola, a família, igrejas, ongs, etc) na resolução do problema?

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás