Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: Trotes universitários

Redação enviada há quase 2 anos por Hérlon Estevam


É de fundamental importância ressaltar a questão dos trotes abusivos nas universidades brasileiras, que ocorrem quando os jovens em ascensão no ambiente universitário são vitimas de brincadeiras de cunho apelativo que ferem tanto físico, como psicologicamente. Tais ações chegam a deixar traumas nos calouros que levam-os a se isolar na universidade, dificultando a evolução da vida acadêmica dos mesmo.
O trote é como uma festa de recepção onde os veteranos recepcionam os calouros, mas a forma como este o fazem é que é o ''x'' da questão.Desde o inicio, o trotes violentos existem, mas com o tempo vem sofrendo evoluções nocivas aos alunos que adentram na faculdade.Ácidos são jogados, bebidas são ingeridas, agressões são sofridas, assim alguns alunos chegam a morrer em meio a estes trotes, que de receptivos, em muitos casos, não tem nada.
A agressão psicológica chega a afetar o rendimento do aluno dentro da sala de aula, deixando-o em alguns casos com traumas irreversíveis, como o retrocesso psicológico que leva ao aluno certa desmotivação para prosseguir na sua formação universitária.
Visto que os trotes abusivos são prejudiciais de muitas formas aos calouros, deveria-se buscar fazer recepções com palestras sobre o curso e incentivos a pesquisas, o que levaria a universidade a um enriquecimento como instituição profundo.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás