Tema de redação
Tatuagem: modismo ou formação de identidade

Textos motivadores

Texto 1

tatuagem é o resultado de um depósito de pigmentos coloridos (ou não) insolúveis na pele. Esses pigmentos formam um desenho e permanecem definitivamente na camada subcutânea.

Hoje em dia, a técnica mais comum introduz esses pigmentos com o uso de agulhas especiais na segunda camada do tecido epitelial (pele), na região da derme. Mas há outras técnicas utilizadas, como a sumi, que usa o bambu em lugar de agulhas.

A tatuagem surgiu primeiramente entre tribos e clãs, como fator distintivo de grupo. Estima-se que isso ocorreu há pelo menos 3500 anos atrás. Inclusive, foi comprovada uma tatuagem em uma múmia do século VII dos nossos tempos   – e há ainda quem diga que é um sintoma da modernidade. Depois, com as evoluções sociais e da própria tatuagem passou a ser o que é hoje, ou seja, mais uma expressão da personalidade, uma marca particular do indivíduo.

Segundo o jornalista João do Rio: “primeiro homem, ao perder o pelo, descobriu a tatuagem”.

Outra forma de uso da tatuagem era para marcar os fatos que marcavam fases da vida, dentre eles o nascimento, a puberdade, a reprodução e a morte. Em tempos modernos, a tatuagem se disseminou primeiro entre marinheiros para, décadas depois se tornar comum entre presidiários. Foi por conta disso que, por um longo tempo tatuados foram marginalizados.

O crescimento das tattoos em peles femininas é algo recente. Sendo hoje visto como algo normal, foi outrora visto como bizarrice tamanha ao ponto de mulheres tatuadas se tornarem atrações em circo. Mas nem sempre foi motivo de entretenimento, houve ainda momentos de utilização de tatuagens para fins terríveis, como para marcação de prisioneiros judeus, que foram numerados durante a Segunda Guerra Mundial.

Com o tempo ela passou a ser utilizada para relatar os fatos da vida social, como:

  • transformar-se em guerreiro;
  • tornar-se sacerdote;
  • tornar-se rei;
  • casar-se;
  • celebrar a vida;
  • identificar os prisioneiros;
  • pedir proteção ao imponderável;
  • garantir a vida do espírito durante e depois do corpo.

Fonte: Disponível em: <https://www.mundodastatuagens.com.br/historia-da-tatuagem/>. Acesso em: 19 mar. 2016. (texto adaptado)

Texto 2

Captura de Tela 2016-04-04 às 15.27.58

 

Texto 3

A arte virou moda e deixou de ser um reduto de jovens e marginais.

Há quem goste e quem não goste, mas é difícil ficar-lhes indiferente. As tatuagens tornaram-se uma moda nos últimos anos e é com a chegada do Verão que este facto ganha peso. O corpo menos tapado revela o que anda escondido no tempo frio.

Ana Paula Castela apercebeu-se disso numa ida ao Rio de Janeiro. Nas praias da cidade maravilhosa não faltavam tatuados a exibirem-se e tatuadores a fazerem o mesmo. “Enquanto estive na praia devem-se ter aparecido aí uns 15 a quererem-me fazer tatuagens”.

De regresso a Portugal esta lisboeta, que é professora da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova e vive em Castelo Branco há quase 30 anos, deitou mãos à obra e iniciou uma investigação que resultou na tese de doutoramento “O Corpo Escrito- As Tatuagens na Pós-Modernidade”, pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Salamanca.

Neste trabalho as tatuagens são um veículo para estudar a sociedade contemporânea, novos valores e maneiras de ver o corpo.

Para Ana Paula Castela o bilhete de identidade deixou de ser a única marca do indivíduo. “As pessoas hoje em dia identificam-se pelos seus gostos musicais, estilos de vida”, agrupando-se em tribos. E isto não é propriamente uma novidade já que as tatuagens existem desde os tempos mais remotos da humanidade. O homem do gelo do Neolítico tinha 57 tatuagens.

“Algumas tribos tinham a ver com o sublinhar da linhagem da família (…) há outro caso em que tem a ver com os rituais de passagem e marcar acontecimentos da tribo”. Algumas destas razões continuam atuais, como a investigadora verificou ao longo das quase quatro dezenas de entrevistas que fez para a tese.

Um dos homens com quem falou, de 23 anos, estava a tatuar na zona da barriga a frase “don´t trust”, em português “não confies”. Ele disse-lhe que o fez porque tinha de deixar marcado na pele este aviso permanente.

Os homens que fazem tatuagens usam o corpo para marcar um acontecimento da vida, como uma espécie de biografia. As mulheres “consideram a tatuagem uma jóia que vai tornar o seu corpo mais atraente”.

Para alguns o corpo é uma verdadeira galeria de arte e não se inibem de fazer centenas ou milhares de quilómetros para serem tatuados. É aqui que entra o vício, que muitos assumem e provam com a pele.

Nem jovens, nem marginais

No mundo das tatuagens há também ideias feitas que o estudo de Ana Paula Castela clarifica. A primeira tem a ver com a idade de quem as faz. A generalidade dos tatuados tem entre 25 e 40 ou mais anos, não só porque os menores precisam de autorização parental, mas também porque não têm poder de compra. A tatuagem é mesmo um meio de afirmação da juventude. “Há 30 anos os jovens queriam ter um ar adulto e hoje é exatamente ao contrário, os pais querem parecer-se com os filhos”, diz Ana Paula Castela.

Este também deixou de ser um reduto de marginais e hoje “há advogados, juízes e professores com tatuagens”. Impunha-se por isso a pergunta a Ana Paula Castela: tem tatuagens? A resposta é afirmativa e conta que durante as entrevistas fez duas. “E vou fazer outra, porque não há dúvida que isto é um vício”.

Fonte: Disponível em: <https://www.tatuagem.com.br/blog-de-tatuagem/693-tatuagens-sao-o-novo-bilhete-de-identidade.html>. Acesso em: 19 mr. 2016. (texto adaptado)

Redações de exemplo sobre o tema Tatuagem: modismo ou formação de identidade

Leia as redações já enviadas para este tema.

Redação sem título.

É sabido que muitos adolescentes estão colocando tatuagens em seus corpos,por monismo, "or", até por formação de ...

Leia a redação completa

Marcas do mundo contemporâneo

A tatuagem é uma arte corporal que chama a atenção de milhares de pessoas, entre elas, adolescentes e crianças. Porta...

Leia a redação completa

Marcas do mundo contemporâneo

A tatuagem é uma arte corporal que chama a atenção de milhares de pessoas, entre elas, adolescentes e crianças. Porta...

Leia a redação completa

Redação sem título.

A tatuagem é um pouco de cada, tem toda classe social tem alguém com uma ou mais tatuagens em alguma parte do cor...

Leia a redação completa

Tatuagem

Desde os primórdios, o ser humano vem se expressando com pinturas em seu corpo. Das quais hoje em dia, se tem muitas ...

Leia a redação completa

Arte e personalidade

A tatuagem é uma arte corporal que tem chamado a atenção de milhares de mulheres, homens e ate jovens. Milhares de p...

Leia a redação completa