Título da Redação: Saúde global: um possível fim das endemias

Proposta: Saúde global em tempos de globalização

Redação enviada há cerca de 3 anos por thaiz geovana


Consolidada pelo meio técnico científico-informacional, termo empregado e explicado pelo geografo Milton Santos, a globalização contribui com muitos malefícios para a saúde humana. Dentre eles, é a ocorrência de disseminação de patologias endêmicas através da intensificação nas últimas décadas de viagens internacionais. Contudo, os riscos de pandemias aumentam quando essa endemias se proliferam, e só assim passam a ser combatidas.
Em primeira análise, devemos considerar que doenças endêmicas tem predomínio em continentes em que a população sobrevive em extrema pobreza, como a África Subsariana e a América Latina. Isso se deve a falta de investimentos em infraestrutura que visam a saúde publica - como saneamento básico e a medicina preventiva - , além da falta da difusão de informação através da mídia e pelo governo, possibilitando assim, o predomínio de mitos sobre as causas e a cura de tais doenças.
Portanto, essas endemias se tornaram negligenciadas por muitas décadas, sacrificando a população. Isso se deve a ausência de investimento das comunidades cientificas mundiais, pois não se sentem atraídas a pesquisar e desenvolver medicamentos por conta dos retornos econômicos serem pequenos. Assim, exemplificamos como a saúde mundial vem sendo vitimizada pelos interesses capitalistas.
Esse cenário de descaso, só passou a ser sutilmente modificado, quando essas endemias se tornaram risco de pandemia na medida quem elas foram disseminadas no tráfico aéreo mundial. Ao atingir países ricos, causam panico na população, e tem como consequência imediata pesquisas para a produção de medicamentos e vacinas, além da difusão de informação pela mídia.
Desse modo, a globalização se tornou um vetor de dispersão de patologias que antes eram ignoradas por países desenvolvidos. As soluções para essas mazelas seriam: o controle de fronteiras exigindo vacinações básicas e barramento do embarque de doentes; emprego de pesquisas para solucionar as endemias; investimentos de governos locais em saúde publica e saneamento básico. Esses feitos devem ser urgentes realizados, e podem ser impulsionados por ongs como a OMS (Organização Mundial de Saúde)através de estabelecimento de regras, arrecadação de dinheiro e estabelecimento de prazos. Assim, esses benefícios passam proporcionar de forma igualitária o bem estar mundial.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás