Título da redação:

Redação sem título.

Tema de redação: Preservação do Patrimônio Histórico Cultural brasileiro

Redação enviada em 28/04/2019

Os patrimônios de uma sociedade têm valor inestimável e sua valorização teve início com a Biblioteca de Alexandria, que abrigava conhecimentos sobre diversas áreas da humanidade. Após sua destruição, locais semelhantes a esse passaram a ser preservados pelas nações desenvolvidas. Entretanto, ao contrário de tal mudança, o Brasil do século XXI apresenta um crescente descaso acerca de seu patrimônio histórico-cultural, podendo ser notado com o recente incêndio ao Museu Nacional. Assim, ao não investir na preservação de seu patrimônio, o povo brasileiro acaba perdendo sua cultura aos poucos. É necessário pontuar inicialmente que os patrimônios abrigam diversas informações sobre as sociedades, sendo fundamental para a composição e estudo das mesmas. Porém, não é hodierna a falta de consciência relativa aos espaços culturais, sua importância e conservação, tanto da sociedade civil quanto governamental. Seguindo tal afirmação, o caso do incêndio do Museu Nacional evidencia o descaso das autoridades acerca de sua conservação, uma vez que os jornais locais denunciaram o abandono das instituições às autoridades. De acordo com matéria do jornal O Globo, três museus foram destruídos por incêndios nos últimos dez anos. A preservação da cultura é, dessa forma, de suma importância para a sociedade brasileira. Similarmente à história perdida, a ciência sofre atrasos seculares por descaso. É importante ressaltar que em espaços como o Museu Nacional, também são realizadas pesquisas no acervo exposto, como com o crânio de Luzia que é considerada a primeira brasileira. Dessa maneira, ao serem destruídas peças únicas, as pesquisas são inviabilizadas e tanto brasileiros, quanto o resto da humanidade, perdem grande parte de sua história e também do avanço que poderia ser feito. Em vista dos fatos, governo e sociedade devem agir em conjunto para preservar seu patrimônio e, portanto, sua cultura. Para tal, cabe ao governo federal investir em comissões de fiscalização dos recintos culturais, para que, periodicamente, esses sejam vistoriados e preservados adequadamente. Por fim, cabe as organizações não governamentais de cunho cultural criar programas de visitação a museus e bibliotecas, bem como oficinas de disseminação cultural. Dessa forma, será possível preservar ciência, história e identidade do povo brasileiro.