Título da redação:

Redação sem título.

Tema de redação: Perspectivas e desafios da educação a distância no Brasil

Redação enviada em 04/07/2019

Segundo o dicionário Aurélio “educar significa aperfeiçoar as capacidades intelectuais e morais de alguém, elevar a um patamar superior”. Em consonância a isso, no Brasil contemporâneo, a educação à distância (EAD), cada dia é a mais desejada e procurada pelos brasileiros, devido sua flexibilidade de horário e sua carga horária menor, comparada ao sistema de ensino tradicional. Logo, é preciso melhorar seu formato atual e um melhor comprometimento de os estudantes com ela. Em primeiro plano, cabe salientar que, no Brasil, o ensino superior teve sua origem na cidade do Rio de Janeiro, em 1808, que coincide com a chegada da família real no Brasil. Por conseguinte, o modelo empregado foi o presencial no qual necessita de uma carga horária maior comparada ao (EAD). Más alguns cursos tem sua opção via (EAD), como por exemplo o curso de pedagogia que segundo dados obtidos no portal R7, chega a 60 % do total de alunos matriculados por todo o Brasil nesse sistema de ensino. Logo, é preciso haver um maior encontro desses alunos com professores e monitores em junções presenciais para sanar possíveis dúvidas que possa vim ter os estudantes e uma equipe bem preparada com professores doutores e monitores bastante qualificados. Ademais, segundo dados obtidos pela Associação Brasileira de Instituições de Ensino Superior (ABIES), No Brasil, são mais de 07 milhões de estudantes matriculados na opção (EAD). Por conseguinte, com o advento tecnológico, é possível um professor com uma equipe de técnicos para editar as aulas, conseguir transmitir essas, com destino a um total de 250 mil estudantes pela modalidade virtual, fato esse impossível de acontecer no modo presencial segundo a (fundação AGES) que, é referência no assunto. Logo, é preciso ter cuidados para essas instituições que oferecem a modalidade virtual não tornarem uma “fábrica de diplomas” e os usuários devem ter maior comprometimento com suas devidas obrigações e não se tornarem mais um profissional desqualificado. Portanto, é preciso melhorar esse formato (EAD) no Brasil. O Governo Federal através do Ministério da Educação (MEC) deve fiscalizar com maior intensidade as instituições que oferecem essa modalidade de ensino virtual, por meio de fiscais que aplicaram provas semestrais para os discentes que serão avaliados diversos quisitos entre os quais a capacidade de aprendizagem. Os estudantes devem exigir das instituições que oferecem esse ensino maiores quantidades de encontros presenciais aos finais de semana com horários alternativos e flexível com o objetivo de sanar dúvidas e com o intuito de haver uma melhor interação aluno – professor, para tentar diminuir erros que aconteceu no passado e formou profissionais desqualificados.