Título da redação:

No meio do caminho tinha um Uber

Tema de redação: Os impactos da economia colaborativa no cenário de crise econômica do Brasil

Redação enviada em 02/05/2018

Com o avanço da crise econômica no Brasil, a economia colaborativa - ou compartilhada - tem-se tornado mais presente no cenário nacional. Dessa forma, deve-se analisar os impactos dessa nova economia na sociedade brasileira. É notório que, com a crise econômica, o desemprego cresce assustadoramente e, para fugir dessa conjuntura, a população busca meios rápidos de retorno econômico. Nesse contexto, a economia em rede proporciona tanto fácil acesso e rápido retorno financeiro ao prestador de serviço, quanto economia, segurança e praticidade aos usuários. Em consequência disso, gira-se o capital e movimenta-se a economia nacional. Dessa maneira, diminui-se o cenário de crise ao aumentar a oferta e procura por diversos serviços, como o Uber - rede de transporte particular - e o Airbnb - rede de inquilinismo por temporada. Não obstante, embora esse tipo de serviço em rede seja vantajoso para grande parte da população, há uma parte contrária a ele. Isso ocorre porque, por proporcionarem serviços de boa qualidade e preços mais baixos, os empregadores formais, como a rede de taxi e a de hoteleira, sentem-se lesados com a concorrência e a ausência de regulamentação e recolhimento de impostos daqueles. Consequentemente, diminui-se a procura e a receita dessas firmas formais. Isto posto, não é raro ver nos noticiários taxistas violando carros dos motoristas do Uber e, também, protestos nas vias exigindo o fim desse tipo de serviço compartilhado. Torna-se vidente, portanto, que a economia compartilhada é uma tendência de mudança de mercado nacional e internacional e, por isso, requer atenção do Estado. Destarte, o Governo Federal, em parceria com o Ministério do Trabalho, deve regulamentar esse novo tipo de estrutura de mercado sem causar desequilíbrio entre os prestadores de serviço e os usuários. Sendo assim, regulariza uma possível situação caótica, visto o grande crescimento em rede, e evita o confronto das pessoas que desaprovam essa nova modalidade de serviço.