Título da redação:

Redação sem título.

Tema de redação: Os dilemas encarados pelas pessoas autistas na sociedade brasileira

Redação enviada em 22/05/2018

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), há no mundo 70 milhões de pessoas com autismo, que é um transtorno de desenvolvimento grave que prejudica a capacidade de se comunicar e interagir. Porém, há muito preconceito acerca da doença, acarretando vários dilemas sobre a mesma, principalmente quando se trata de inclusão escolar e o mercado de trabalho. O autismo consiste em pessoas que podem ter dificuldades de aprendizagem em diversas etapas da vida, como por exemplo, tomar banho ou preparar a própria refeição e consequentemente precisar de apoio ao longo da vida, já outras podem levar uma vida relativamente normal. O ser humano tende a discriminar e adotar um julgamento errôneo quando se trata do diferente, seja opção sexual, etnia ou o modo de se vestir, assim sendo autistas também são foco de uma comunidade preconceituosa. Segundo a lei nº 13146/2015 no artigo 27, é dever do Estado, da família, da comunidade escolar e da sociedade assegurar Educação de qualidade à pessoa com deficiência, colocando-a a salvo de toda forma de violência, negligência e discriminação. Porém, muitas crianças e adolescentes não conseguem ir à escola por não se adaptarem pelo fato de serem vítimas do preconceito escolar e não terem o auxílio necessário do corpo docente. A inclusão social do autista é imprescindível em todas as fases da vida, pois somente com a inclusão é possível o desenvolvimento de suas potencialidades e autonomias. Os autistas possuem a inteligência e a facilidade em certas funções, exemplos famosos são de Lionel Messi, Isaac Newton, Albert Einstein e Bill Gates, entretanto o mercado de trabalho brasileiro é um ambiente extremamente competitivo e preconceituoso mesmo sendo assegurado por lei, na prática apenas uma minoria vence as barreiras pessoais e impostas pelo sistema dos recursos humanos. Os dilemas enfrentados pelas pessoas autistas na sociedade brasileira é o reflexo de um mundo onde o diferente é rechaçado e estereotipado, levando as pessoas a terem relações superficiais umas com as outras. Desta forma uma maneira de solucionar estes problemas primeiramente, seriam a criação nas escolas de um comitê encarregado de solucionar os problemas de bullying e dar palestras sobre o autismo com intuito de desmistificá-lo. Outras medidas seria a facilitação da inserção no mercado de trabalho com aumento de vagas para autistas e também a ter palestras.