Título da redação:

A política aristotélica

Tema de redação: Os desafios dos indígenas brasileiros na contemporaneidade

Redação enviada em 03/11/2016

No século XIX, uma das vertentes da literatura era o romantismo, cujas temáticas englobavam, entre outros aspectos, a exaltação das raízes brasileiras. A esse propósito, os índios eram vistos como herói nacional pela literatura. No Brasil atual, no entanto, tal visão caminha na direção oposta, já que o costume de dominação sobre o indígena permanece presente. Isso ocorre, devido à ineficácia das leis vigentes e falta de preservação de seu modo de vida. Antes tudo, é válido ressaltar a seguinte máxima de Aristóteles “a politica não deve ser a arte de dominar, mas de fazer justiça”. Partindo desse pondo lógico, o governo deveria garantir os direitos dos cidadãos indígenas. Na verdade, apesar de serem os primeiros habitantes desse país, a demarcação do seu território foi realizada somente em 1973, com a criação da FUNAI. Não obstante, não é difícil imaginar essas cenas: grileiros e fazendeiros invadindo territórios indígenas promovendo conflitos e até mortes. Sem dúvida, a falta de uma legislação eficaz ameaça a perpetuação do patrimônio do nativo. Nesse cenário, a carência de justiça pela política nacional também desarticula o modo de vida do índio. É observado nas aldeias remanescentes o consumo de álcool, drogas e o avanço da criminalidade. Com isso, há um notável êxodo insustentável. Torna-se evidente, portanto, que a questão indígena analisada é grave e requer políticas que promovem justiça, como a idealizada por Aristóteles. Nesse sentido um bom caminho seria a maior fiscalização, pelo Judiciário, aos de índios para as cidades, permanecendo marginalizados socialmente. Logo, o Estado deve proteger o indígena frente à incompreensão do mundo moderno em zelar por sua cultura. Dessa forma, se o governo não preservar a terra, que significa o meio de sobrevivência do índio, e não protege-lo das influências nocivas, seu estilo de vida será conflitos no território indígena, assegurando suas terras e seu meio de sobrevivência. Cabe também que ONGs lutem em defesa da causa indígena e denunciem casos de desrespeito às leis . Por fim, a FUNAI deve garantir que a cultura do índio seja preservada, estabelecendo pontos informativos nas aldeias que conscientizem os índios sobre as más influências do mundo moderno . Quem sabe assim, será possível garantir os direitos dos índios e a sua valorização como o verdadeiro herói nas raízes brasileiras .