Tema de redação
Os desafios da educação especial inclusiva no Brasil

Textos motivadores

Texto 1

A educação especial inclusiva tem como mote o ensino de qualidade a toda e qualquer criança ou adulto, incluindo aqueles com algum tipo de deficiência física ou mental. Não há discriminação na hora de educar uma criança sem ou com deficiência, pelo menos deveria ser assim. O aluno pode ser surdo, mudo, cadeirante, portador de síndrome de down, ele tem direito de aprender junto a um colega que não tem nenhuma dessas características. O grande objetivo é trabalhar as diferenças de modo a satisfazer as necessidades básicas de todos e promover inclusão no meio social.

Educação especial nas escolas

Na mesma escola, nas mesmas salas de aulas e com os mesmos professores convivem os mais diversos perfis de alunos. A base é a que toda criança tem o direito de acesso à melhor educação existente naquele bairro, naquela cidade. Trata-se da equiparação das oportunidades entre aqueles que sempre foram excluídos e aqueles que se incluem naturalmente no sistema educacional comum.

Os defensores da educação especial nas escolas acreditam que toda criança é especial e única. E que os professores devem estar preparados para atender à necessidade especial de cada aluno. Diversidade é algo fundamental para uma sociedade realmente democrática. Ou seja, diferenças existem e devem ser aceitas e respeitadas sempre e em qualquer lugar.

Mas há também uma linha contrária à educação especial inclusiva. Muitos especialistas alegam que, hoje, as escolas não conseguem nem atender à demanda comum e que o resultado são salas de aula sempre superlotadas e baixa qualidade de ensino. Como os professores conseguirão dar conta de atividades de educação especial, além das tradicionais? Há uma preocupação tanto em não atender do modo devido à criança especial, como não atender suficientemente aos demais. Alega-se que, para atender uma criança especial, é necessário um preparo também especializado.

Fonte: https://www.portaleducacao.com.br/pedagogia/artigos/71900/educacao-especial-inclusiva-ensino- de-qualidade-deve-ser- para-todos

 

Texto 2

Dados do Censo Escolar indicam crescimento expressivo em relação às matrículas de alunos com deficiência na educação básica regular. Estatísticas indicam que no ano de 2014, 698.768 estudantes especiais estavam matriculados em classes comuns.

Em 1998, cerca de 200 mil pessoas estavam matriculadas na educação básica, sendo apenas 13% em classes comuns. Em 2014, eram quase 900 mil matrículas e 79% delas em turmas comuns.

“Se considerarmos somente as escolas públicas, o percentual de inclusão sobe para 93% em classes comuns”, explicou a diretora de Políticas de Educação Especial da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação, Martinha Clarete dos Santos.

Os números reafirmam a importância da inclusão social celebrada no último dia 21 de março: “Dia Internacional da Síndrome de Down”. A data remete à luta para a inclusão das pessoas com a deficiência nas escolas, no mercado de trabalho e nas relações sociais.

Fonte: http://www.brasil.gov.br/educacao/2015/03/dados-do- censo-escolar-indicam-aumento- de-matriculas- de-alunos-com-deficiencia

 

Texto 3

Constituição Federal de 1988

Art. 205.

A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:

I – igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

Art. 208. O dever do Estado com a Educação será efetivado mediante a garantia de:

III – atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino;

IV – atendimento em creche e pré-escola às crianças de 0 a 6 anos de idade.

Art. 213. Os recursos públicos serão destinados às escolas, podendo ser dirigidos a escolas comunitárias, confessionais ou filantrópicas, definidas em lei, que:

I – comprovemfinalidade não lucrativa e apliquem seus excedentes financeiros em educação.

Fonte: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/constituicao.pdf

Redações de exemplo sobre o tema Os desafios da educação especial inclusiva no Brasil

Leia as redações já enviadas para este tema.

Aumentar barreiras ou criar pontes?

Cerca de 45 milhões de pessoas no Brasil , segundo o IBGE, possuem algum tipo de deficiência, e a imensa maioria dest...

Leia a redação completa

Redação sem título.

No Filme “Meu nome é Rádio” o jovem que é protagonista do filme, é portador de deficiência física, sofrendo diversos ...

Leia a redação completa

Educação ao portador de deficiência

O estatuto da Criança e Adolescente, criada em julho de 1990, prevê a aplicação dos mesmos direitos fundamentais gara...

Leia a redação completa

Tema enem 2017! Vejam o que acham, por favor

Na antiga sociedade de Esparta, reconhecida pela sua eficiência em guerras, deficientes por não terem capacidade plen...

Leia a redação completa