Título da redação:

plantas silvestres também alimenta

Tema de redação: O desafio da alimentação saudável: luxo para poucos ou hábito acessível?

Redação enviada em 24/03/2017

Com a correria do dia-a-dia, a falta de tempo para tudo, cada vez mais pessoas abdicam de sentar à mesa e ter suas refeições calmamente, as comidas rápidas são sempre a principal saída. Crianças obesas, hipertensas, diabéticas, são observadas com frequência na coletividade, visto que, existe uma simples remediação: a alimentação saudável. Estar livre da fome e ter uma alimentação saudável adequada são direitos humanos fundamentais dos povos, afirma o ministério da saúde. O consumo de orgânicos torna-se o escape dos produtos de um país tomado pelo agrotóxico, ter o hábito de consumo saudável foge somente do âmbito econômico, podendo ser acessível a todos em diferentes meios. Nesse hiato, a fitodiversidade com potencial alimentício, como a Taioba com folhas ricas em vitamina A, ou a troca de um fast-food tradicional, por uma fast-salada de Dente-de-leão, ou ainda um frango com Ora-pro-nobis, a pressa e a falta de dinheiro não impedem de manter uma alimentação nutritiva. Além disso, com cerca de 45% de crianças brasileiras com sobrepeso, consequência de uma alimentação desregulada e do sedentarismo. A escassez de certas substâncias essenciais podem ocasionar danos irreversíveis, por exemplo a carência de vitamina D na infância pode acarretar em um raquitismo. Dessa maneira, a desmistificação da alimentação saudável é crucial, utilizando meios midiáticos como portal de informação sobre o assunto, a usando as PANCs (Plantas Alimentícias Não-Convencionais) no preparo de refeições escolares, agregando variedades e nutrientes no cardápio muitas vezes restrito, produção de horta em garrafa PET, uso de cascas de verduras no preparo de pratos, comer bem não é sinônimo de gastos.