Título da redação:

Mercado trabalhista em crise

Tema de redação: O cenário do mercado de trabalho no Brasil

Redação enviada em 06/03/2016

Para que seja feita uma análise do setor trabalhista brasileiro, é preciso levar em conta as mudanças que o mesmo sofreu nos últimos anos. Infelizmente, o país está passando por uma crise econômica, que é resultado da má gestão dos recursos financeiros e da corrupção. O desvio de verbas que poderiam ser empregadas em benefício da economia, foi em grande parte responsável pela desestruturação do mercado financeiro. De modo que, até o ano de 2014, o mercado de trabalho se encontrava praticamente estável, ou seja, as contratações superavam as demissões, e havia uma quantidade razoável de concursos públicos distribuídos de forma homogênea pelos estados. Atualmente, quase todos os concursos foram vetados, e os pagamentos dos funcionários das prefeituras estão atrasados, devido à falta de verba. Concomitantemente, em meados de 2015 a economia brasileira entrou em colapso, havendo uma enorme queda nos preços dos produtos destinados à exportação, como o minério. Assim, muitas empresas faturando menos do que o esperado, começaram a se endividar. O resultado foi a demissão em massa, ou como alternativa, férias coletivas para milhares de trabalhadores. De acordo com os dados do Ministério do Trabalho, estima-se que no país aproximadamente 9 milhões de indivíduos estejam sem emprego. Dessa forma, é evidente que a redução da população economicamente ativa (PEA) implica na diminuição da produção, das vendas e do lucro brasileiro. As consequências são alarmantes, o valor do real cai, o trabalho informal cresce, assim como a inflação e os impostos aumentam. Inclusive, muitos brasileiros desacreditados com a previsão de uma melhora nas suas condições financeiras, acabam mudando-se para o exterior. Portanto, com a atual situação do mercado trabalhista, mudanças tornam-se necessárias para que o quadro seja revertido. A presidente juntamente com os governantes, deve concretizar as promessas de mais empregos e oferecer mais suporte para os que estão em condição de miséria. O país deverá passar por profundas reformas estruturais, tais como tributárias, fiscais e previdenciárias. Em relação aos malefícios na administração atual, as investigações de corrução também devem continuar e se intensificarem, para que o grande desvio de verbas seja cessado.