Título da redação:

Redação sem título.

Tema de redação: Intolerância e discurso de ódio contra minorias

Redação enviada em 10/04/2019

A série “Coisa mais linda”, retrata com maestria a realidade das minorias, como as mulheres, LGBTQ+ e negros. Apesar da história se passar na década de 60, no Brasil, alguns discursos de ódio e preconceitos ainda são pungentes na sociedade brasileira. Nessa perspectiva, é possível observar que as redes sociais possuem um papel de destaque para ampliar e reafirmar intolerâncias contra as minorias. É elementar que se leve em consideração, primeiramente, que ninguém nasce preconceituoso, mas torna-se à medida que é ensinado, por meio da socialização, a odiar certos grupos e valorizar outros. Uma vez que o Brasil se construiu a partir de uma sociedade etnocêntrica e patriarcal, os grupos que não estão inseridos nessa realidade são alvos de diversos preconceitos, tais como racismo, homofobia, xenofobia, preconceito religioso e misoginia. Além disso, baseado na teoria dos Ídolos, de Francis Bacon, as falsas percepções humanas atrapalham a compreensão da realidade, sendo assim, acreditar em padrões sociais sem questioná-los, com senso crítico, fragiliza as relações. Possibilitando assim, a moral do rebanho, definida por Nietzsche, em que dogmas são disfarçados de verdade, consequentemente, que o grupo de poder, homens brancos e abastados, sejam o padrão e seu discurso seja tido como verdade. Ademais, as redes sociais tem sido protagonista na disseminação dos preconceitos, visto que a web tem um enorme potencial de alcance. Outrossim, a falsa ideia de anonimato e a sensação de impunidade contribui para uma crença de que a internet é uma terra sem lei, em que podem fazer de tudo sem serem punidos. Episódios marcantes como as eleições de 2014 e 2018, são exemplos de manifestações de ódio que criaram uma divisão social não somente online, mas com consequências reais, como a mortes de cidadãos. Por conseguinte, é importante que a sociedade valorize a discussão sobre a temática e crie mecanismos que diminuam a intolerância contra as minorias. Dessa forma, cabe a escola, discutir dentro da disciplina de sociologia como os discursos são carregados de ideologias, promovendo um senso crítico ao analisar a sociedade em que estão inseridos, por meio de filmes, séries e livros. É essencial, ainda, que os Governos Estaduais ampliem as delegacias de crimes cibernéticos possibilitando as denúncias de crimes virtuais. Por outro lado, é fundamental que esses crimes sejam de fato punidos. Somente com uma sociedade mais crítica, menos “moral do rebanho” será possível minimizar os discursos de ódios que impedem a sociedade brasileira de ser uma nação menos violenta e mortal, principalmente de feminicídios, assim como na série “coisa mais linda”.