Título da Redação: Médicos robôs

Proposta: Humanização no Atendimento à Saúde.

Redação enviada há cerca de 3 anos por thaís dias


Dados alarmantes revelam inúmeras mortes, ocasionadas por negligência médica. Isso prova que a formação desses profissionais carece da aprendizagem do bom relacionamento, principal fator que define a humanização. Para coibir esse comportamento, existem projetos para auxiliar na relação dos médicos com seus pacientes, como por exemplo, o Programa de Medicina Narrativa, que existe em Nova Iorque. No entanto, é necessário, atentar-se que, a melhor forma de acabar com a prática nociva para a sociedade, é atacando suas causas, ou seja, a graduação de medicina.
É válido ressaltar ainda, que há um paradoxo entre as evoluções tecnológicas e a carência de bons cuidados médicos. Isso mostra que a constante preocupação com a evolução científica para avanços da medicina, provoca a marginalização de outros fatores, que deveriam se atualizar, como por exemplo, a melhoria na qualidade do atendimento médico, fator crucial para o tratamento das doenças. Pois a sensação de bem estar físico colabora para o melhor funcionamento do corpo.
No intuito de modificar essa realidade, surgiram-se algumas intervenções, tanto de estabelecimentos físicos, quanto de iniciativas particulares. Nessa perspectiva, foi criado um projeto através de uma instituição educacional de medicina em Nova Iorque, para que os pacientes fossem ouvidos pelos médicos, e com isso, notaram-se melhorias na qualidade do atendimento, e ainda, redução significativa no número de mortes. Além dessa, outra iniciativa foi criada com esse mesmo propósito de humanizar a saúde e partiu de um médico estadunidense, que através da sua atitude particular em cuidar da saúde de necessitados nas ruas, mobilizou outros médicos que se uniram em busca do mesmo objetivo.
Além disso, o mecanismo de produção da medicina é salvar vidas, isso lhes dá uma larga diferenciação entre as demais profissões. Assim, percebe-se a necessidade de uma formação mais humanizada desses profissionais. Pois, qualquer pessoa que veja sua ocupação apenas como um meio de ganhar dinheiro, a degrada; mas aquele que a vê como um serviço para a humanidade enobrece tanto o seu trabalho quanto a si mesmo.
Portanto, evidencia-se a necessidade da intervenção da Organização Mundial da Saúde para ampliar esses projetos que visam a melhoria no atendimento à saúde. Assim, seriam garantidas leis e reformulações para toda a classe médica e acadêmicos de medicina. Através da criação de disciplinas para a melhoria dos cuidados médicos, além de punições para os profissionais que descumprissem essas medidas. Desse modo, estariam garantidos o respeito à vida e o cumprimento dos inalienáveis direitos humanos.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Enviado por thaís dias

    Muito obrigada Albert Batista e Helena Macedo. Helena, concordo com tudo o que você disse, é justamente isso que eu preciso melhorar nas minhas redações, seu comentário bem detalhado me ajudou muito, obrigada mais uma vez.

  • Enviado por Helena Macedo

    Redação com ótimo conteúdo,porém, muito cuidado,muitas ideias podem acarretar incoerência.Lembre-se que embora os parágrafos tenham uma certa "ligação", esse excesso de conteúdo pode confundir o leitor.É necessária uma certa pausa. A introdução foi muito boa,porém cuidado ao citar projetos, sem dizer quais são, ou pelo menos citar algum, vai ajudar e dar mais argumento a sua ideia inicial.No terceiro parágrafo você começou: ''Após séculos de estagnação nesse sentido" , que sentido?? Modificar que realidade? Embora, tenha que se ter cuidado com a repetição, tem que se especificar, pois tem que se ter cuidado com o que é dito e o que é entendido.A conclusão foi muito extensa, mas com boas ideias.A proposta de intervenção tem que seguir a ideia : quem? O que?Como? Isso pode te ajudar a alcançar um nível de detalhamento: para resolver o problema, quem pode fazer isso? O que pode ser feito? Como ele vai implementar essa medida?

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás