Título da Redação: A segurança resolve

Proposta: Humanização no Atendimento à Saúde.

Redação enviada há cerca de 3 anos por Leonardo Andrade


Humanização e preconceito são antônimos. Mas o que falta é segurança. Sendo esse o principal motivo dos médicos não quererem trabalhar em locais de extrema pobreza, além disso, há falta de equipamentos e péssima infraestrutura.
Ser humano é importar-se com as pessoas. Para um profissional da saúde isso deve estar bem claro. O sistema único de saúde, SUS, é em partes um exemplo de serviço de saúde humanizado, pois tem como objetivo oferecer atendimento médico a todos. Sem distinção de classe social ou até mesmo opção sexual. Embora seja para todos, os cidadãos com melhores condições financeiras são privilegiados, pois a maioria dos médicos e os melhores equipamentos estão nos grandes centros urbanos, sendo que nem todo procedimento realizado pelos profissionais do SUS é inteiramente gratuito. Tornando-se inacessível para algumas pessoas.
Mesmo o crime e a violência estando por toda parte, em uma favela, as pessoas estão mais propensas a serem vítimas de uma bala perdida ou de um assalto. Devido a presença de traficantes e suas constantes guerras. A maioria dos médicos e enfermeiros se recusam a trabalhar em unidades de saúde localizadas em favelas, pelo medo gerado por a falta de segurança nesses locais. Além disso, a infraestrutura dessas unidades de saúde é precária e não há os equipamentos necessários para um bom atendimento.
Humanização no atendimento à saúde é “fazer o bem sem olhar a quem”, todos têm direito a um atendimento igualitário. Mas enquanto não houver segurança nas favelas, principalmente, devido a guerra do tráfico, torna-se inacessível para muitos dos cidadãos que ali vivem ter um bom atendimento à saúde.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Não existem comentários. Seja o a comentar neste texto.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás