Título da Redação: Quando os direitos basicos são negados

Proposta: Coisas pelas quais vale a pena lutar.

Redação enviada há quase 3 anos por Marcos Pedro Dalmaso Pinto


Todos os seres humanos, são iguais perante as leis desde o nascimento até a sua morte,porém, infelizmente na prática vemos que não é bem assim, várias pessoas são privadas de seus direitos por vários motivos, algumas vezes pela sua cor, outras pela renda financeira mensal ou até por causa da sexualidade da mesma, e isso não é recente, desde o passado até os dias de hoje, vários grupos de pessoas estão lutando, ou já lutaram por seus direitos, como por exemplo as três ondas feministas que tinham como objetivos conseguirem os direitos que antes eram apenas dos homens,também para as mulheres.

Dentro desses direitos podemos citar alguns que são básicos para todos os seres humanos,como educação de qualidade,saúde, segurança e etc. ,que são inexistentes em algumas áreas da periferia, pois nessas áreas muitas vezes não se tem escolas para dar um ensino para uma criança,o que pode ocasionar da mesma ser ensinada desde pequena como roubar, como traficar e até como matar segundo as leis daquela sociedade em que vive,e provavelmente irá perder a vida durante uma guerra de território,poder ou até mesmo contra a própria policia que tenta ‘’pacificar’’ essas zonas,mesmo que, até as pessoas que não participam batalhando nessa guerra, são vitimas frequentemente de balas perdidas e que acabam morrendo sem nem ao menos ter a chance de se defender.

Por esse motivo,uma grande parte da população protesta para que o governo ajude mais essas áreas, construindo melhores escolas, melhores hospitais para que as pessoas não morram na fila esperando a sua vez, protestos são comuns desejando que todas as pessoas tenham todos os direitos que por lei lhes foram dados,para que a igualdade se torne cada vez mais próxima do real, deixando assim de ser uma ideia que é usada apenas em discursos democráticos e sim passe a ser algo que o povo possa usufruir.

Porém, é errado dizer que o culpado por trás dessa desigualdade, falta de ensino, falta de segurança e saúde é apenas o governo,seja ele o do pais inteiro ou o governo de quem domina todas as áreas em que as leis do país não são obedecidas, pois por um lado o governo pode tentar aumentar o investimento da educação, da infraestrutura,da medicina local, porém nada vai adiantar se a comunidade em que está tendo essas propostas não as aceitarem, e também não adianta nada essa comunidade querer que o governo a ajude, sendo que o governo acaba não dando importância aos pedidos da mesma,não aumentando o capital investido nessas comunidades e não dando os direitos básicos para os moradores locais

Portanto, mesmo que a ideia dos direitos iguais ainda não foi posta totalmente a prática, é um ideal que o povo tem que lutar para que se torne real,pois se todos nós nascemos iguais perante a lei, então deveríamos também ser tratados igualmente independente de quem somos ou de onde somos, e se o povo não fizer nada contra a falta de escolas, de hospitais, de direitos humanos para cada um, esses problemas nunca chegarão ao fim, pois esses mesmos direitos que são monopolizado apenas para algumas pessoas que deveriam ser iguais para todos são varias coisas pelas quais se deve lutar.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Mariana Pacheco

    PROBLEMAS QUANTO AO USO DA LÍNGUA 1)"Todos os seres humanos são iguais perante as leis desde o nascimento até a sua morte,porém, infelizmente, na prática, vemos que não é bem assim. Várias pessoas são privadas de seus direitos por vários motivos, algumas vezes pela sua cor, outras pela renda financeira mensal ou até por causa da sexualidade da mesma, e isso não é recente. Desde o passado vários grupos estão lutando, ou já lutaram, por seus direitos, como por exemplo as três ondas feministas que tinham como objetivos conseguirem os direitos que antes eram apenas dos homens,também para as mulheres." 2) "DentrE esses direitos, podemos citar alguns que são básicos para todos os seres humanos,como educação de qualidade,saúde, segurança, etc. ,que são inexistentes em algumas áreas da periferia, pois nessas, muitas vezes, não HÁ escolas " 3) "e até como matar, segundo as leis daquela sociedade em que vive. ALÉM DE, provavelmente, perder a vida" 4) "mesmo que até as pessoas, que não participam batalhando nessa guerra, são vitimas frequentemente de balas perdidas e acabam morrendo sem nem ao menos ter a chance de se defender." 5) "Por esse motivo, grande parte da população protesta para que o governo ajude mais essas áreas, construindo melhores escolas, melhores hospitais para que as pessoas não morram na fila esperando a sua vez. FREQUENTEMENTE, protestos ACONTECEM desejando que todas as pessoas tenham todos os direitos que por lei lhes foram dados A FIM DE que a igualdade se torne cada vez mais próxima do real, deixando, assim, de ser uma ideia que é usada apenas em discursos democráticos, e passe a ser algo que o povo possa usufruir." PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Você diz, no parágrafo de conclusão, que é preciso igualdade na garantia de direitos, mas não propõe como isso pode ser alcançado. Lembre-se que para solucionar um problema é preciso ações, medidas; e é isso que o ENEM espera dos candidatos: a elaboração de ações que possam solucionar os problemas identificados e discutidos. COMENTÁRIO GERAL Seu texto apresenta ideias e argumentos extremamente relevantes para discussão do tema. Parabéns. Porém, em relação ao uso da língua ainda há o que avançar. Reveja as regras gramaticais sobre o uso adequado da vírgula e ponto final; seus parágrafos apresentam apenas um período, e isso é prejudicial ao seu texto, uma vez que isso, muitas vezes, deixa a leitura do texto confusa e pode prejudicar o entendimento de suas reflexões. - Explore repertório sociocultural,; acesse as várias áreas de conhecimento que possam auxiliar na fundamentação de suas reflexões: artes, literatura, historia,etc.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás