Título da Redação: Garantindo nossos desejos

Proposta: Coisas pelas quais vale a pena lutar.

Redação enviada há mais de 2 anos por Alexandre Bartilotti Machado Bartilotti


Nos relacionamos, no mundo contemporâneo, com uma série de questões valiosas, para nós. Em nossas relações sociais, nem sempre as alcançamos de maneira fácil. Porém, é válido lutar por toda expressão ou vontade da sociedade, desde que respeitem-se os Direitos Humanos.
As manifestações culturais, a exemplo, são muito importantes, a priori, as dos jovens. Quando duas gerações contrapõem seus valores, há uma troca de experiências, gerando uma reflexão acerca delas. Além disso, as manifestações culturais dos mais jovens estimulam o progresso tecnológico, dadas as novas necessidades de comunicação, em constante evolução, desse grupo. Os Estados Unidos, sobretudo, presenciaram esse fenômeno através do movimento hippie, com a discussão acerca da liberdade sexual, e no movimento Pop, com o aprimoramento tecnológico. Assim, as manifestações culturais contribuem para a criação de novas formas de conduta e estimula o aprimoramento tecnológico, daí o valor de se lutar por elas.
Não podemos deixar de lado nenhum tipo de expressão social, para que os indivíduos saibam pelo que lutam. Fazer os indivíduos a exercerem atividades não escolhidas por eles, seja obrigatoriamente ou não, apenas traz consequências negativas. Essa pressão cria uma sociedade não crítica e tendenciosa à depressão. Ademais, os indivíduos que aceitam as pressões sociais e passam a exercer essas atividades, valorizam-as pelo motivo errado. Isso ocorreu no Brasil, durante o período Imperial: sem atividades diversificadas, a maioria da população voltou-se às atividades extrativistas, valorizando-as pelo lucro e não sua importância social. Todos esses fatores levam as pessoas a deixarem de enxergar aquilo pelo qual lutam.
Lutar pelos nossos desejos, é isso, que fazemos. Contudo, devemos atentar a alienação, para que não nos afastemos de nossas buscas. O governo deve estimular as empresas à promoção de uma padronização salarial, em relação às diversas profissões, assim favorecendo a diversificação profissional, desafogando a concorrência de alguns cursos. Assim realmente estaríamos lutando pelo que queremos, sem pressões, valeria a pena.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Sirleide Almeida

    Você apresenta mediano do texto dissertativo-argumentativo, de certa forma, à estrutura exigida com proposição, argumentação e conclusão. No entanto, lembre-se de que o texto dissertativo-argumentativo é todo organizado em defesa de um ponto de vista, sobre determinado assunto. É fundamentado por argumentos, a fim de influenciar a opinião do leitor ou ouvinte, tentando convencê-lo de que a ideia defendida está correta. Sendo assim, ele deve expor e explicar ideias. Daí a sua dupla natureza: é argumentativo porque defende uma tese, uma opinião, e é dissertativo, porque se utiliza de explicações para justificá-la. A falta de posicionamento consistente, já, no início do texto, prejudicou a sua argumentação, além disso, o excesso de concisão em algumas partes evidencia o desenvolvimento acanhado das ideias. Sugiro que, para evitar isso, acrescente leituras feitas sobre o assunto, tente demonstrar um pouco do repertório sociocultural adquirido durante sua vida estudantil. Demonstre que possui conhecimento aprofundado sobre as ideias apresentadas. Quero também comentar que articula as partes do texto, de forma mediana, com desajustes e repertório pouco diversificado de recursos coesivos. Isso é evidenciado, principalmente, entre os parágrafos que se caracterizam como sequências justapostas de ideias sem os devidos encaixamentos sintáticos. Por fim, elabora, uma vaga proposta de intervenção, sugiro que busque propostas mais detalhadas, específicas ao seu ponto de vista, consistentes e articuladas com o desenvolvimento de suas ideias. Ademais, continue se esforçando para alcançar seus objetivos. Bons estudos!

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás