Título da redação:

Redação sem título.

Tema de redação: As dificuldades enfrentadas pelos jovens no processo de inserção no mercado de trabalho

Redação enviada em 17/05/2017

O advento da Carteira de Trabalho, durante a Era Vargas, garantiu que as pessoas maiores de 16 anos fossem registradas enquanto empregadas, além de penhorar direitos trabalhistas e histórico profissional. No Brasil contemporâneo, porém, os profissionais recém formados, assim como jovens estudantes que buscam incorporar a renda familiar, encontram obstáculos ao tentarem entrar no mercado de trabalho. Ao terminarem o curso superior, muitos jovens não conseguem facilmente serem contratados por suas empresas almejadas. Não obstante, possuir uma rica formação não garante aos iniciantes uma vaga em suas áreas de ofício, pois a maioria das organizações procuram e valorizam profissionais já experientes. Dessa forma, com o mercado restritivo, esses jovens seguem em empregos dos quais não são especializados ou partem para o trabalho autônomo. Ademais, adolescentes ainda estudantes que procuram a primeira ocupação profissional para ajudarem financeiramente a família ou arcar com as contas pessoais, colidem com os impasses de não possuírem preparo profissional e flexibilidade de tempo - condição que na maioria das vezes é imprescindível para se obter o trabalho de carteira assinada em estabelecimentos comerciais. É evidente, portanto, que há entraves que dificultam a inserção dos jovens como trabalhadores. Desse modo, o Governo deve, mediante a ampliação de cursos profissionalizantes gratuitos e o programa Jovem Aprendiz em todos as cidades do país, assegurar a oportunidade de empregabilidade a toda a população. Em adição, o Poder Legislativo, por meio da criação de uma lei que exija às empresas a disponibilidade de vagas para recém formados, contribuirá com a diminuição da dificuldade de se iniciar uma carreira profissional. Assim, todas as faixa etárias terão oportunidades mais igualitárias e perspectivas otimistas sobre o futuro de suas vidas.