Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A ostentação e o consumismo.

Redação enviada há cerca de 1 ano por usuário anônimo.


As relações internacionais de comércio surgiram a partir das Grandes Navegações, nas quais Portugal foi país pioneiro, posteriormente, originadoras do capitalismo comercial, no século XV. Dessa maneira, em decorrência do crescente desenvolvimento de tal modo de produção, evidencia-se na sociedade atual o consumo exacerbado e consequentemente, a ostentação de aquisições materiais. Assim, tais práticas delatam a influência dos meios de comunicação e persuasão em massa na propagação da necessidade de consumo. Além disso, a submissão da sociedade a preceitos materialistas acarreta a divergência entre aparência e essência, situação que gera um conflito existencial nos indivíduos.
Nesse sentido, relaciona-se a mentalidade consumista de um grupo da população ao modo de produção preponderante no contexto social -a exemplo, a próspera sociedade norte-americana, na década de 1920, na qual uma expressiva parcela dos cidadãos possuía um automóvel. Dessa forma, a atuação de fatores como a produção em ampla escala e as estratégias de marketing, típicos de uma conjuntura capitalista, induzem os indivíduos ao consumo desenfreado e à expressão de sentimentos de realização e poder de aquisição, influenciando o modo de agir, pensar e sentir dos cidadãos inseridos nesse cenário.
Ainda, a sensação de felicidade despertada pelo ato de consumir revela uma dependência dos indivíduos a bens materiais. Sendo assim, de acordo com o citado por Karl Marx, o aumento da desvalorização do mundo humano e do prestígio ao universo dos objetos são diretamente proporcionais, então, infere-se que os indivíduos se utilizam da supervalorização de utensílios, por meio da ostentação, para disfarçar insatisfações e inseguranças pessoais, situação exemplificada por obras realistas que abordam histórias de personagens cujo sofrimento ocorre a partir da idealização da aparência.
Portanto, observa-se a ampla influência da mídia e dos fundamentos capitalistas na difusão do consumo exacerbado, este causador de uma desavença emocional nos indivíduos que experienciam uma dualidade entre status e essência. Logo, tal circunstancia acarreta a persistência do consumo acentuado caracterizador de uma alienação global.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018