Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A ostentação e o consumismo.

Redação enviada há cerca de 2 anos por usuário anônimo.


A partir da Revolução Industrial do século XVIII, o capitalismo foi desenvolvido e teve seus princípios na sociedade, alterando de forma significativa a relação entre os indivíduos. Tendências como o lucro e o consumismo embasaram o conceito de sociedade líquida, em que o ser humano torna-se objeto do mecanismo de compra e venda e o consumo aparece como resposta à satisfação das angústias individuais. Neste contexto, é preciso admitir que a alegação de uma sociedade coletiva e conscientizada se tornou uma maneira hipócrita de esconder as verdadeiras causas do problema, visto que as pessoas estão em constante competição e busca por aceitação.
Em primeiro plano deve-se notar que o contexto brasileiro contemporâneo é baseado na lógica capitalista de incentivo ao consumo. Esse comportamento ganancioso é incentivado pela mídia, que através de propagandas, manipulam a compra de objetos cada vez mais modernos e sofisticados que se tornam ícones de riqueza e aceitação social, já que os demais produtos são vistos como obsoletos diante à modernidade. Essa alienação popular faz com que as pessoas ao comprarem mercadorias valiosas ou de marca, se sintam preenchidas e superiores a ponto de esbanjar suas aquisições.
Por trás dessa lógica existe algo mais grave: essa postura consumista da população não corresponde, muitas vezes, à sua realidade social e financeira. As pessoas buscam ser algo que não são por meio de um jogo de imitação, apenas para se sentirem momentaneamente incluídas no âmbito social e econômico valorizado pelos demais, já que essa riqueza é vista como algo impossível de ser alcançado. Nesse sentido, a fragilidade humana ligada à eterna insatisfação pessoal promovem esse consumo e ostentação desenfreada como forma de camuflar essas desigualdades.
Torna-se evidente, portanto, a necessidade de uma atuação ativa do governo quanto à regulamentação das propagandas veiculadas pela mídia e pelas redes sociais, através da criação de leis de combate aos comerciais apelativos. Porém, uma transformação completa deve passar pelo sistema educacional, que poderia realizar campanhas de conscientização por meio de aulas de ética moral e educação financeira, que ensinasse aos futuros formadores da sociedade a ser uma geração consumidora consciente.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás