Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A ostentação e o consumismo.

Redação enviada há cerca de 2 anos por usuário anônimo.


Na primeira encíclica papal centrada em questões ambientais, Francisco defende a imediata quebra da cultura do consumo supérfluo e descartável - produto, muitas vezes, do anseio por fama, status e exposição. Nessa perspectiva, é importante ressaltar o exercício constante do consumo delineando a identidade social de um indivíduo e a degradação ambiental proveniente dele.
Em primeiro plano, é necessário considerar e evidenciar a predominância nociva do protótipo do "ter" em detrimento do "ser". Nesse contexto, seres não são reconhecidos mediante atributos pessoais, mas pela capacidade de possuir, assim, roupas de grife e produtos de beleza, em tese, conferem valor à autoimagem e aumentam, consideravelmente, a autoestima. A realidade supracitada é proporcionada, segundo Karl Marx, por uma espécie de fetiche atribuído à mercadoria, ou seja, o bem de consumo será apresentado com características que excedem sua capacidade. Ainda nesse quadro, conforme Allain de Botton, filósofo contemporâneo, o sistema - capitalista - impõe itens materiais carregados de valores, saturados de significado emocional.
Em segundo plano, a deterioração dos recursos naturais é expressão concreta de atos consumistas. Assim, "a extração de elementos da natureza - destinados ao sistema fabril - supera em 20% ao ano a capacidade de regenerá-los." As consequências são inúmeras, entre elas a elevação dos níveis de poluição atmosférica e um aumento significativo do acúmulo de resíduos - derivado da inexistência de uma consciência sustentável.
Fica nítido, portanto, a acentuada liquidez societária e intrapessoal estimulada pelos elevados indicies de consumo, gerados pela necessidade - imposta - de inserção. É prudente que a instituição familiar - fornecedora do habitus primário -, na figura dos pais, instaure em suas residências a satisfação apenas das necessidades, dispensando aquilo que é frívolo. Para isso, é viável e imprescindível a atuação das entidades de ensino - formadoras de cidadãos críticos - na idealização de palestras de cunho informacional acerca da temática e na intensificação do estudo das ciências sociais, reservando mais aulas na grade curricular. Só assim, poderemos vislumbrar uma nação consciente da invalidez dos valores disseminados pela ostentação desmedida.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás