Título da Redação: Parecer é mais do que ser.

Proposta: A ostentação e o consumismo.

Redação enviada há mais de 2 anos por Estudante


O homem é um ser social e competitivo por natureza. Assim, a necessidade de ser aceito pelos círculos sociais e nunca demonstrar fraqueza são necessidades intrínsecas a ele. Nesse sentido, para que se consiga isso o indivíduo acaba por fazer de tudo, como o consumo e exibicionismo exagerados - a ostentação -, que são práticas ruins tanto para quem pratica, como para o restante da sociedade.
Parecer é mais do que ser. A ostentação não é puro exibicionismo, ela é o reflexo de um indivíduo inseguro e infeliz e que, portanto, precisa de algo que possa autoafirmá-lo. Dessa forma, ele procura no dinheiro e na exibição a chave para isso, os quais nem sempre levam ao resultado esperado e ainda o causa problemas, como a frustração, acúmulo de divididas e o isolamento. Ainda, essa ostentação acentua as diferenças sociais e faz com que as pessoas de baixa condição financeira sintam-se diminuídas.
Além disso, as consequências da ostentação também atingem, negativamente, o planeta Terra e os seus recursos naturais, porque tal prática acarreta o consumismo. Com isso, a atividade industrial aumenta cada vez mais, ou seja, mais matéria-prima será necessária, o que leva ao desmatamento, ao gasto exponencial de água e à geração de energia – os recursos naturais são exauridos. Esses desdobramentos são muito preocupantes, principalmente por haver relatório da ONU indicando que, até 2050, serão necessários dois deste planeta para manter o ritmo de consumo atual. Ademais, não deve ser esquecido que a produção industrial libera gases para a atmosfera que contribuem para o efeito estufa.
No entanto, algumas ações podem ser realizadas para que os impactos da ostentação e do consumismo sejam minimizados. Para isso, o governo deve desenvolver campanhas de rádio e televisão que visem desfazer a ideia de que é preciso ter dinheiro e exibi-lo para ser alguém, isto é, as campanhas publicitárias terão como alvo a desmistificação da imagem criada pela mídia de que o glamour e o luxo fazem a pessoa “ideal”. Por outro lado, ajuda psicológica também é necessária, porque assim as pessoas que tiverem problemas de autoestima e transtorno de compra compulsiva podem ser tratadas. Já as universidades e as escolas precisam desenvolver campanhas comunitárias (com a participação da população) que permitam à sociedade refletir acerca do que há por trás da ostentação e dos seus desdobramentos nocivos, e isso pode ser feito através de palestras e seminários.
Logo, a ostentação não deve ser vista como uma ação de bom valor nem como o modelo a ser seguido. Não é preciso ter para ser.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás