Título da Redação: Consumismo e ostentação : termômetro de status social

Proposta: A ostentação e o consumismo.

Redação enviada há cerca de 3 anos por George Oliveira


Com a queda do sistema feudal,e consequentemente ascensão do capitalismo,as relações e o modo de vida foram alterados de forma exponencial,tal modificação na estrutura social se perpetuou refletindo no modo de consumo da sociedade,pautada em padrões pré-estabelecidos.No Brasil,várias ferramentas tem sido usadas para maximizar essa indústria de consumo massificado,traduzido no excesso e ostentação de bens,no qual encontram "solo fértil "na falta de consciência crítica.Desse modo,quais as consequências nefastas que as facetas do consumismo pode causar,e qual o papel da sociedade frente a esse imperativo vigente ?
A mídia tem sido utilizada de maneira constante na propagação de materiais de consumo,na qual por meio da publicidade e bombardeio de informações,associam o consumir a uma "pasárgada" de prazer e gozo.Essa ideia de alegria plena,se contrapõe em um paradoxo observado de maneira explícita,no qual ao mesmo tempo que estimulam o excesso de compras,potencializam o descarte de bens,numa reação em cadeia,em que o individuo perde a noção do relevante e do supérfluo.Além disso,as redes sociais, através de frases e imagens injuntivas,ramificam em escala global a obtenção de produto,numa verdadeira uniformização.Para as pessoas que não consomem tais marcas,são relegadas a face mais obscura desse processo,sendo deslocadas para segundo plano,com invisibilidade e cerceamento da dignidade.
Além de consumir,o ato de ostentar,que se caracteriza pelo exibicionismo de status social,tem sido vigente na sociedade,através de carros blindados,jóias e verdadeiras muralhas do século xx1,muitos demonstram seu poder e aumentam a hierarquização social.Tal explicitação de luxo,é associado a felicidade e bem-estar,no qual o sujeito perde a noção do eu e se transfigura em um certo tipo de coisificação humana.Atualmente essa ostentação tem adquirido espaço na indústria da música,com letras e ritmos que fazem apologia ao consumo e demonstração de tal,principalmente através de mc´s e funkeiros.Essa instigação a compra,quando não é efetivada,causa sérios prejuízos,como depressão em casos extremos.
Portanto,cabe uma efetiva sistematização da família,sociedade e governo,no sentido da formação de cidadãos com consciência critica,frente ao apelo de consumo,com investimentos em disciplinas de educação cidadã e ética.Alem disso,criação de ong´s especializadas,para pressionar a mídia na desmitificação de padrões de consumismo,para uma ampliação da autonomia e não alienação do individuo.Associado a isso,maior organização de profissionais em centros comunitários que possam pautar diretrizes para o consumo das necessidades humanas,e atenuação do desperdício.


Feita em 1h e 15 min

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás