Título da Redação: Respeito e liberdade: solução para a intolerância religiosa

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há cerca de 3 anos por Tobias Morais


Ao desembarcar em solo brasileiro, os portugueses trouxeram consigo um punhado de ideologias, crenças e costumes diferentes dos que, até então, os índios estavam acostumados. Mais tarde, esse contato cultural se mostrava cada vez mais comum, resultando em um país de grande pluralidade, inclusive religiosa. No entanto, as pessoas insistem em ver o mundo conforme suas próprias crenças apenas, considerando seu modo de vida como o mais correto. Nesse sentido, o caminho é o respeito entre todos e a liberdade social.

Para uma parcela da sociedade, ter credos diferentes dos seus ou não acreditar em nada, constituem práticas absurdas e até imorais. E isso acontece porque esses religiosos idealizam que o mundo deve andar conforme seus princípios, acreditam que eles podem catequizar ou converter aqueles que vivem no "caminho da perdição", chamados assim, pois segundo esses, eles estão perdidos, andando por um caminho errado. Porém, se não aceitam esses ideais para si, optando por crê em outra coisa ou não acreditar em nada, uma série de ofensas e perseguições começam a acontecer, ainda que legalmente tenhamos a liberdade de ter ou não uma religião.

Constitucionalmente falando, todo cidadão brasileiro tem assegurado o direito de opinião e a inviolabilidade de consciência, isso quer dizer, que podemos seguir ou não qualquer crença religiosa ainda que ela seja minoria. De acordo com Michael Perreira de Lira, "O Estado, laico como é, não deve estabelecer preferências ou se manifestar por meio de seus órgãos". Assim, antes de sobrepor princípios inerentes, as pessoas tem de respeitar as escolhas alheias e ter o entendimento de que uma religião por possuí a maioria de adeptos, não significa que ela é a religião oficial em um país ou a mais correta, ainda mais porque não existe prova real da existência de nenhum desses deuses adorados.

Portanto, diante dos fatos mencionados, a questão em jogo não é a qual a religião correta a seguir, mas sim, o respeito que deve existir entre os adeptos de cada crença. Para tal, é preciso educar seja em ambiente doméstico ou escolar. Em casa os pais deveriam, ensinar seus filhos a respeitar as escolhas do outro seja ela igual, semelhante ou diferentes da sua, além de, dar mais liberdade para que seus filhos tenham suas próprias escolhas. Nas escolas o ideal seria incluir nas bibliotecas exemplares de livros sagrados das mais diversas crenças existentes para que assim eles conhessem antes julgar e seguisse os ideais que mais o agradasse. Assim, o respeito mútuo e a liberdade de escolha seriam uma realidade, invés de, um sonho utópico.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás