Título da redação:

A hora do rush

Tema de redação: A crescente crise da mobilidade urbana brasileira

Redação enviada em 17/10/2017

A crise da mobilidade urbana é um problema muito presente no Brasil. Isso deve ser combatido, uma vez que diariamente muitas pessoas encontram dificuldades para se locomover nas grandes cidades. Nesse contexto, há dois fatores que não podem ser negligenciados como, o desconhecimento populacional sobre as consequências da falta de locomobilidade no transito e o mal planejamento das cidades. Em primeira análise, cabe pontuar que o frágil conhecimento da sociedade civil a respeito da multiplicidade das consequências da crise da mobilidade urbana, quer seja poluição, acidentes, promove cada vez mais a intensificação do problema. Uma prova de como a instrução popular é importante está na frase do 32º Presidente dos EUA, Franklin Rosevelt: ´´ Os benefícios da instrução nunca são perdidos´´. Dessa forma, vê-se que uma das alternativas para combater a crescente crise da mobilidade urbana é ampliar a educação sobre suas consequências. Ademais, convém frisar que algumas avenidas do país fiquem congestionadas, principalmente na hora do ´´rush´´, isto é, o ir e vir do trabalho, da escola, da faculdade. Por exemplo, a Marginal Pinheiros em, São Paulo, o fluxo de carros pela manhã e à tarde são assustadores, fruto de uma cidade mal planejada. Diante disso, vê-que a falta de mobilidade urbana no século XXI é um problema sério. Portanto, é imprescindível que os brasileiros reconheçam o quão é importante combater crise da mobilidade urbana no país, a fim de que os acidentes, as emissões de gases poluentes sejam diminuídas. Isso pode ser feito por projetos do Ministério da Educação, que integrem os estudantes e as famílias expondo em feiras e palestras escolares, sobre os benefícios de ir à escola, ao trabalho de bicicleta, ou mesmo a pé, como por exemplo, melhora o condicionamento físico e perde peso. Além disso, é importante que o Ministério do Transito, apoiados por ONG´s, amplie a divulgação das consequências do excesso de carros nas cidades brasileiras, por meio de propagandas televisivas em canais abertos, a fim de que os cidadãos possam contribuir para um transido melhor.