Título da redação:

Redação sem título.

Tema de redação: A crescente crise da mobilidade urbana brasileira

Redação enviada em 17/05/2019

Por consequência da Revolução Industrial, os centros urbanos se estenderam e foram modernizados. Juntamente, houve o êxodo rural, ou seja, a população deixou de ser agrária e tornou-se urbana. Esta população mobilizou-se em grande escala, causando diversos problemas como a superlotação no trânsito. Estes problemas estão em crescente com o passar do tempo, assim, o Governo deve tomar medidas rápidas e eficazes para solucionar e evitar novas crises. Nesse contexto, em 2018, foram mais de 2.566.235 carros vendidos , ou seja, passou a ser 1 carro a cada 4 habitantes. Isso, é um fator preocupante, pois as vias públicas estão em constante lotação, causando um tráfego lento e conturbado. Consequentemente, as pessoas deixam de exercer suas obrigações para ficarem no interminável trânsito brasileiro. Dessa forma, medidas para a melhor organização do trânsito devem ser consolidadas. Além disso, os ônibus são uma boa solução para o caótico fluxo de veículos, já que, esses, pode transportar em média 48 pessoas, enquanto um carro 5 pessoas. Porém, o transporte público brasileiro é precário, sendo insuficiente para atender toda a população de forma eficaz. Portanto, o Estado precisa se preocupar mais com essa forma de transporte, pois é uma opção para as questões problemáticas urbanas. A partir dos fatos mencionados, conclui-se que o Governo Federal e Municipal precisa investir de maneira mais justa no transporte público, visto que ônibus e metrôs são transportes com grande capacidade física. Ademais, é necessário a construção de ciclovias seguras e qualificadas, além de conscientizar e incentivar a população para usá-las de forma consciente, podendo ser realizada pelo Estado e pela mídia, a partir de campanhas e a disponibilização de bicicletas gratuitas e públicas. Essas intervenções ajudarão a reduzir o número de veículos nas ruas e amenizará o caos no trânsito brasileiro.