Título da redação:

A crescente crise da mobilidade urbana brasileira

Tema de redação: A crescente crise da mobilidade urbana brasileira

Redação enviada em 27/04/2019

Caus. Engarrafamento. Atrasos. Essa é a realidade enfrentada pela população pós-revolução industrial para se locomover nas grandes cidades. Dessa forma, não só o trânsito intenso existente, mas também a falta de transporte público seguro evidencia a crescente crise da mobilidade urbana brasileira, no governo de Getúlio Vargas a construção de rodovias foi um dos principais projetos. Sobre essa égide, é fundamental destacar a lamentável estrutura das estradas, bem como a falta de segurança do transporte coletivo. A priori, a massante utilização do trasporte seletivo pelas vias, evidente desde a Era Varga destaca o perfil dos brasileiros para se locomover, contudo, essa forma utilizada acaba desgastando os caminhos. Além disso, segundo a CNT, o Brasil ocupa o 111º lugar em ranking de qualidade de rodovias de 138 países, esse cenário é preocupante para a comunidade mais pobre do Brasil que tem que se locomover por longos caminhos até chegar ao trabalho, e isso é consequência do desenvolvimento desorganizada devido ao subdesenvolvimento do país. Nessa visão, é fundamental um maior investimento público para ajudar quem necessita se deslocar dentro das cidades. Outrossim, a segurança e a qualidade do serviço oferecido para trasportar um grande número de pessoas como o ônibus, é péssimo e caro se levado em conta o serviço oferecido. Nessa perspectiva, no documentário Junho - O mês que abalou o Brasil, é retratada a revolta de proporção nacional que ganhou maior destaque em São Paulo, contra o aumento das tarifas do trasporte social. Desse modo, fica clara a indignação das pessoas com o custo e também com a falta de proteção tanto dentro dos coletivos como fora deles no ponto de espera, segundo pesquisa realizada pela Unisys, revela que 77% dos entrevistados se preocupam em relação a falta de seguridade. Em síntese, é mister que é lamentável a estrutura das estradas e a falta de segurança no trasporte. Para a minimização dos problemas decorrentes, urge que o Mistério de Infraestrutura, crie , por meio de verbas governamentais, campanhas publicitárias nos veículos de comunicação que incentive a utilização do trasporte compartilhado, que adivirta os cidadãos dos problemas para a mobilidade, sugerindo ao telespectador criar o hábito de utilizar o carro particular apenas nos finais de semana e não todos os dias. Somente assim será possível minimizar os impactos estruturais para as vias, além de promover uma atmosfera mais limpa.