Título da Redação: um ideal que não é o ideal

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por Elizabeth


Relativo á "camarotização" da sociedade brasileira, é possível afirmar que a polarização das classes sociais fere bem como debilita a melhoria dos serviços sociais; haja vista que a mesma intensifica a distinção dos indivíduos, como também banaliza a visão do coletivo e os benefícios públicos.
Podemos perceber que o fato de se conceder um lugar de destaque, seja este uma área vip, uma casa em um condomínio fechado ou até mesmo uma escola particular ,fomenta o idealismo que o ser saiu da normalidade e passou a ser diferenciado. Este ideal escuso é gerador de diferenciação perante aqueles que não possuem recursos financeiros suficientes, levando estes a padecer dos malefícios do da discriminação.
Somado a isto, é de extrema relevância citar que a concepção erronia do cidadão diferencializado, o leva a depreciar e cessar a luta pelas conquistas coletivas. Uma vez que o sistema único de saúde - SUS esta voltado para o social, o transporte público é um bem de todos, a educação pública busca uma atendimento igualitário; a classe "camarotizada" sente-se a parte deste universo e por tanto desresponsabilizada pelo menos.
Deste modo, se faz necessário adotar medidas educativas nas escolas e universidades com o intuito de desmistificar o ideal do ser superior vinculada aos bens financeiros objetivando assim erradicar da nossa sociedade o pensamento de segregação, alem de adotar medidas educativas e legislativas por parte dos integrantes da sociedade e seus respectivos representantes com o intento de cada dia mais priorizar e fortalecer os serviços públicos básicos.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    O texto é, em geral, bem estruturado e articulado. O candidato demonstra bom conhecimento da língua padrão e da tipologia textual requerida. Atenção, entretanto, a desvios em relação à pontuação e acentuação. A argumentação é consistente, e aborda o tema de forma satisfatória. Falta, porém, intertextualidade. A proposta de intervenção enumera agentes ( escolas, universidades, indivíduos e seus representantes) capazes de adotar "medidas educativas", mas que medidas seriam essas? Como seriam implementadas?

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás