Título da Redação: Todos Querem O Camarote

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por MD-AM


O mundo contemporâneo vive a consolidação de um fenômeno que apresenta um retrocesso para a humanidade em geral: a aprovação pela sociedade do fenômeno de segregação por classes sociais. Tal fato tem como consequências a exclusão e a formação de pessoas cada vez mais insatisfeitas.
Baseada do conceito aristotélico, a democracia deve garantir aos cidadãos três princípios básicos. Igualdade, liberdade e equidade, que significa tratar todos igualmente segundo suas diferenças. Juntos, esses princípios buscam garantir as condições básicas para a sobrevivência digna na sociedade, tornando um direito básico de qualquer pessoa o acesso a educação, moradia, saúde, alimentação e educação. Porém, o regime democrático por si só não é capaz de garantir à igualdade na qualidade dos direitos prestados a população.
Sendo assim, a população brasileira -de um modo geral- tem se tornado extremamente dividida. De maneira que em todas as classes sociais existem rótulos que exaltam "os que possuem" e excluem "os que não possuem" . Algo mais preocupante é o fato de que essa segregação tornou-se algo prazeroso ." quem não conhece alguém que se sente feliz em poder estar num resort enquanto seu colega de trabalho passa férias em casa?"
Percebe-se esse certo prazer na sociedade em geral em consumir e ostentar bens matérias como sinônimo de prosperidade e satisfação pessoal . Como exemplo, observa-se a invasão do chamado "funk ostentação"nas periferias mais pobres do país; pregando o consumo, o luxo e a diferenciação social.
Diante disso, percebe-se que a sociedade têm "aberto mão" de pilares essenciais para a formação de uma boa educação deixando de priorizar a boa convivência entre as diferenças. Logo, uma boa alternativa para garantir esse convívio ,é a adoção de um programa de bolsas para as classes menos favorecidas desde o ensino fundamental nas escolas particulares, custeadas pelo governo, semelhante as afirmativas hoje existentes nas universidades.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    O candidato demonstra ótimo domínio da modalidade escrita padrão da língua, bem como do tipo dissertativo-argumentativo. A argumentação é consistente e demonstra conhecimento amplo de mundo. Atenção para a abordagem do tema, que deve estar sempre em primeiro plano. Além disso, a proposta de intervenção, apesar de exequível, é limitada. Será que adotar o programa de cotas desde o ensino fundamental contribuiria para o fim da segregação social ou para o aumento dela? Essa é realmente a solução do problema? Não seria mais viável, por exemplo, a adoção de medidas de valorização e melhoramento das escolas públicas de modo a equipará-las às particulares?

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás