Título da Redação: Sociedade do espetáculo

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há quase 3 anos por thaiz geovana


Desde o surgimento do capitalismo comercial a cultura do exibicionismo esta presente na sociedade causando uma desproporção social até nos dias atuais. Tudo acabou se intensificando em nosso século por conta do avanço nas tecnologias informacionais que fortaleceu o fenômeno de globalização que destaca o "parecer" e o "ter" de indivíduos alienados pelo consumo.
Em primeira analise, devemos compreender que esse fato de cunho segregracionista esta muito presente no Brasil por sermos uma nação muito desigual socialmente. Exemplificando, temos a comercialização de eventos culturais e esportivos como a participação nos carnavais mais populares do país e a venda de lugares privilegiados nos estádios de futebol tornando excludente e hierarquizada a participação daqueles que não tem condições financeira de fazer parte da "camarotização".
Os efeitos da camarotização causa uma alteração no comportamento da sociedade e a mudança de visão de valores. A cultura da imagem , ou seja, o parecer do ser humano é mais valorizado que a sua essência. Tudo isso contribui para o sentimento de incapacidade social daqueles que não pode participar desse fato elitista e o aumento do preconceito daqueles que estão inseridos.
Diante do que foi exposto, estamos vivenciando a volta de uma sociedade de estamento que esta longe dos ideais da harmônia democrática nas ultimas décadas. Porém, esse cenário pode ser modificado se a sociedade buscar a fortalecer os valores morais transmitidos pela família e buscar a educação para não ser alienados pelo consumo que leva ao exibicionismo. Assim, nos tornamos críticos de tudo que esta em nossa volta e defesos de pré julgamentos podendo valorizar as ações de respeito ao próximo.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    O texto discute o tema, embora não aprofunde a argumentação. O candidato poderia ter feito referências externas (como notícias, fatos, opiniões, acontecimentos, etc) que enriquecessem a argumentação ao mesmo tempo em que corroborassem e comprovassem o que é defendido. Isso agregaria valor ao texto e demonstraria que o candidato possui repertório sociocultural produtivo. A interdisciplinaridade também é um recurso positivo que poderia ter sido usado. A proposta de intervenção sugere o fortalecimento "dos valores morais transmitidos pela família" e a busca pela "educação para não ser alienados pelo consumo que leva ao exibicionismo", mas o que isso significa em termos de ações práticas? Como que os valores morais seriam fortalecidos? Por meio de quais práticas? E como a educação seria usada nesse contexto? A proposta de intervenção deve ser pensada como um processo que responda as perguntas: o que precisa ser feito para resolver o problema em questão? Quem deve fazer? Como deve ser feito? No que diz respeito ao uso da modalidade escrita padrão da língua há desvios recorrentes de acentuação ("esta" no lugar de "está", "harmônia", "tem" no lugar de "têm"), concordância (como nos trechos "Tudo isso contribui para o sentimento de incapacidade social daqueles que não podeM participar desse fato", "Os efeitos da camarotização causaM uma alteração no comportamento"). Em se tratando do último trecho citado, o efeito já configura uma causa, logo é redundante dizer "o efeito causa". No mais, o candidato deve evitar falar em primeira pessoa em textos formais.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás