Título da Redação: Sociedade de estamentos

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 2 anos por Isabella Silva


A camarotização da sociedade é apenas mais uma evidência da cultura de imagem vivenciada, em que parecer ter é mais importante que o próprio ter, e por sua vez superior aos valores.
“Ostentação”. Palavra que resume a forma com que os brasileiros querem ser vistos atualmente. Expor bens materiais e esbanjar uma riqueza – muitas vezes só de fachada – provoca um certo tipo de Apartheid social que divide a sociedade entre os mais privilegiados e os sem privilégios. Esses segundos são deveras marginalizados e até censurados pelos primeiros por não possuir status nem conseguir atingir o padrão que está sendo imposto. O que não é o esperado em um país democrático, onde os habitantes deveriam ser tratados igualitariamente e compartilhar das mesmas coisas.
Exemplos claros dessa divisão são os estádios de futebol e as casas de shows, onde são reservados lugares especiais para quem pode pagar mais. O que provoca desconforto nos demais, vendo que o dinheiro está assumindo postos cada vez mais altos fazendo com que eles se sintam inferiores. Isso mostra que a ideia de inclusão vai ficando cada vez mais distante, aumentando a diferença entre as classes sociais e fugindo do ideal, que seria a harmonia entre diferentes tipos de pessoas.
O capitalismo, que vem tomando conta do mundo, é um grande propagador da idealização de que a aparência vale mais que os princípios. Para que essa triste realidade comece a tomar rumos diferentes, seria necessário a criação e implantação de projetos bem elaborados que visassem promover a interação entre as diferentes classes. E que a família, seja ela rica ou pobre, fosse incentivada a participar desses movimentos sociais, para que pudesse educar seus filhos, mostrando-os que os valores são sublimes aos bens pessoais.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Não existem comentários. Seja o a comentar neste texto.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás