Título da Redação: Sistema de exclusão

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há quase 2 anos por dreamer


Os valores da sociedade do século XVIII que vivenciou o auge do arcadismo, com a valorização da vida simples e tranquila, são antagônicos aos observados hoje, em que a competitividade e o acúmulo de riqueza são os objetivos predominantes, o que gera desigualdade social e segregação espacial.
O sistema capitalista possui a obtenção de lucro, o acúmulo de capital e o destaque pessoal como os principais objetivos. E a sociedade gerada a partir desse sistema, possui dentre seus maiores problemas, a crescente desigualdade entre as classes socais, já que os grupos menos favorecidos economicamente são excluídos de algumas práticas sociais que se tornam restritas a uma pequena parcela da população que possui a maior parte da riqueza do país.
A tendência global de possuir um Estado mínimo e privatizar a maior parte dos serviços e do patrimônio nacional também é uma causa relevante da desigualdade social, pois, a privatização retira do governo a responsabilidade de oferecer determinados serviços a população, o que restringe estes serviços a quem pode pagar por isso. As consequências dessa política de exclusão são ainda mais severas, pois não somente o consumismo é restrito como também o conhecimento, a informação, a interação com os avanços tecnológicos e a facilidade de comunicação. A marginalização da pobreza excluí a classe média e baixa da sociedade, através da segregação espacial e veda essa parcela da população, que é a maioria, dos direitos básicos, como ter segurança, saúde e educação de qualidade.
A maior arma da população para modificar esse sistema de exclusão é o voto, por isso, a escolha de representantes políticos que tenham como ideais a luta pelos trabalhadores e igualdade entre classes é fundamental. Entretanto, uma mudança profunda requer uma reforma educacional, que garanta salários justos aos educadores, além da reformulação do método de ensino, visando a inclusão da tecnologia na educação. Para isso, o governo pode desenvolver aplicativos para celulares e computadores, contendo informações sobre os conteúdos, com comentários de profissionais da educação, dicas de estudo e aplicações no cotidiano dos assuntos trabalhados para desenvolver maior interesse nos estudantes.
Portanto, deve-se modificar o sistema através do fim da política de exclusão e visar a educação como um direito de todo o cidadão, para que este possa mudar sua realidade através do conhecimento e diminuir dessa forma, as consequências de um sistema de exclusão.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás