Título da Redação: Separação inválida

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 2 anos por Fernando Jefferson


Camarotização é o fenômeno social de segregação entre classes sociais de poderes aquisitivos distintos. No contexto democrático brasileiro, essa realidade se faz presente ao mesmo tempo que traz prejuízos aos mandamentos da constituição federal de 1988, a qual garante igualdade social e econômica a todos os seus cidadãos. Com isso, o grande abismo existente entre ricos e pobres no Brasil torna possível a perda da oportunidade de se aprender com pessoas de padrões de vida diferentes.
Ao contrário do que muitos pensam, boa parte dos indivíduos mais abastados chegaram no patamar onde estão por meio de muito esforço e dedicação. O caminho pelo qual eles passaram pode ser ensinado a quem teve dificuldades em ascender a um nível de vida mais economicamente mais favorável. Essa é uma das experiências que pode ser compartilhada entre membros da sociedade separados pela quantia de capital que possuem.
Da mesmo modo, os menos privilegiados cujo limite do cartão de crédito é diminuto podem e tem muito a transmitir a aristocracia de nossa comunidade. Por exemplo, homens e mulheres que sustentam uma família inteira com um salário mínimo considerado irrisório pelos grandes empresários podem instruí-los a dar mais valor a itens básicos para se viver com dignidade como um eletrodoméstico que pode ser aproveitado até o exaurimento de sua utilidade ao invés de ser substituído por outro mais caro por mero capricho, como o fazem os donos de grandes empresas capitalistas.
Fica evidente, portanto, lutarmos para salvaguardar a chance de aprendizagem mútua entre quem ostenta a riqueza e quem sobrevive na penúria. Para tanto, tributar a sociedade de acordo com os ganhos individuais de cada um, visando distribuir a renda também aos mais necessitados aliado ao aumento dos investimentos em educação a fim de criar vagas para todos nas universidades e instituições especializadas em cursos técnicos pode ao menos mitigar ou, quem sabe, erradicar a pobreza e por conseguinte acabar com a camarotização.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Gilmar Fava

    Olá, Veja que, no seu texto, fiz algumas intervenções pontuais para perceber o quanto é que não nos preocupamos em reler o que escrevemos. Os seus argumentos são bons e você consegue articular bem o que está planejado a produzir, porém, há uma dificuldade com o uso de (sinais de pontuação) no seu texto que dificulta entender o que você está a escrever. Procure revisar os temas de (sinais de pontuação e uso de conjunções em períodos compostos) que são assuntos importantes para não embolarmos o texto que produzimos. Espero que possa praticar mais com outras produções e nos envie para que orientemos você a melhorar, ainda mais, as suas produções. Bom trabalho e sucesso!

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás