Título da Redação: Segregação ou não?

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 2 anos por Daniel


Camarotização é a separação física entre elementos de uma sociedade, normalmente essa divisão ocorre em função da condição financeira das diferentes classes sociais, está ideologia foi criada pelo filósofo e poeta Michael Sundel, e para muitos é sinônimo de segregação social.
Esse pensamento é expresso em locais "públicos" e que hoje em dia são pontos de diversão para jovens, adultos, pobres e ricos, e que por esse motivo são vítimas da tal segregação, esses locais são Shows, Baladas, festas, estádios e entre outros. O fenômeno ocorre no ato da separação das pessoas nesses espaços públicos por meio dos camarotes, por isso tal nome. A camarotização no Brasil em ambientes populares é feita de maneira correta, por dar a oportunidade de quem tem uma melhor renda, ter mais benefícios. Por exigência de orgãos respectivos, o número de camarotes ou áreas VIP deve ser 10% à 20% do total de assentos ou espaço do local.
Por esse motivo, apoio a camarotização que seja usada não para segregar, mas sim para dar privilégios à quem tem mais condições, e não para separar entre cor, raça, ou qualquer outro motivo que difere leis ou direitos humanos.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás