Título da Redação: Quem não quer conforto, que atire a primeira pedra

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 2 anos por Amanda Fróes


O fenômeno da separação das pessoas diante do dinheiro está presente em várias comunidades, inclusive a do Brasil. Visto por muitos como negação da convivência com o outro, a camarotização existe para aqueles que possuem uma melhor condição financeira possam usufruir de algo privilegiado. Essas ações deixam claro que a democracia brasileira é de baixa qualidade.
Os condomínios fechados, a primeira classe de aviões, camarotes em shows, estádios de futebol e teatros oferecem conforto e até mesmo luxo para quem pode arcar com despesas extras. Escolas particulares, médicos particulares também são exemplos de qualidade superior aos serviços oferecidos pelo dito governo democrático brasileiro. Infelizmente, ocorre a verdadeira segregação entre pobres e ricos, o que pode gerar conflitos violentos por parte dos menos beneficiados.
Por um lado, a população com melhor condição financeira tem seu direito de usufruir do que há em oferta de melhor qualidade. Por outro lado, a população mais carente se sente discriminada e ofendida diante dessa situação por não terem as mesmas oportunidades. Ou melhor, todos os serviços públicos, pelo menos, devem ser oferecidos a toda a população e com grau de qualidade, através do regime democrático.
Não há dúvidas que a experiência humana se enriquece ao conviver pacificamente com as diferenças. É preciso, portanto, que haja mais qualidade aos serviços ofertados à população, de forma que todo o povo seja tratado bem e não seja necessário busca de melhorias particulares, dando voz a camarotização.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    Caro aluno, sua redação está, em geral, bem escrita, embora sua argumentação seja superficial. Você não aprofunda a discussão no tema, não faz reflexões críticas pertinentes e tampouco usa referências externas para enriquecer seu texto. Nas próximas redações, sugiro que acrescente suas leituras feitas sobre o assunto, utilize dados, faça analogias, tente demonstrar um pouco do repertório sociocultural adquirido durante sua vida estudantil. A interdisciplinaridade também é um recurso positivo que você poderia ter usado. Isso agrega valor à argumentação ao mesmo tempo em que demonstra que você possui repertório sociocultural produtivo. Sua proposta de intervenção é muito genérica, procure ser mais específico. Quais ações seriam necessárias para que os serviços públicos melhorassem? Lembre-se: A proposta de intervenção deve ser pensada como um processo que responda as perguntas: o que precisa ser feito para resolver o problema em questão? Quem deve fazer? Como deve ser feito? Além disso, tome cuidado com as generalizações e com a falta de explicações necessárias para o entendimento do leitor. No mais, você faz ótimo uso da modalidade escrita padrão da língua, bem como do tipo textual requerido.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás