Título da Redação: Privilégio de uns, desvantagem de outros

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por Sara Lopes


Ao longo de toda a história da humanidade, podemos observar uma divisão de classes, seja ela devido ao estilo de vida, assim como o acumulo de bens materias. Este fenômeno no século XXI é conhecido como ” camarotização ¨ onde pobre e ricos cada vez mais, participam de realidades diferentes, fazendo assim, aumentar a taxa de preconceito gerada pelo egocentrismo de quem está no topo da pirâmide social, com quem sustenta a base.
O privilégio de uns que deveria ser mérito de todos os trabalhadores, acaba sendo a desvantagens de outros, cada vez mais nos dividimos como pedaços de bolos. A saúde e educação está cada vez mais distinta para a população, algo que deveria ser um direito de todo cidadão é privatizado,hospitais luxuosos para quem possuí um capital maior e mais precários para quem não pode pagar, acumulo de patrimônio desigual, pessoas sem moradia, em quanto uns, possuem apartamentos caros, enquanto uns necessitam de transporte publico, outros desfilam em seus carros dos anos e como se todos esses exemplos não bastassem, a educação é privatizada!
Cidadãos optam por pagar por algo que deveria ser igualitário e de boa qualidade, o dinheiro controla o mundo e consequentemente a vida, a falta de educação publica eleva cada vez mais crianças abandonadas, a falta de saúde agrava a situação de doentes, falta de moradia humanitária gera as favelas, quem pode, paga e possuí e quem não pode é obrigado a aceitar aquilo e lutar todos os dias para uma melhoria de vida.
A questão é que, apesar do comunismo ser uma ideia um tanto quanto ¨ inalcançável¨, por direito, deveríamos ter um sistema um tanto quanto humanizado, onde pessoas que não tivessem a opção de pagar por algo, pudesse ter uma oportunidade e qualidade de vida maior, onde muitos não tivessem pouco e poucos não tivessem muito, pois ao final de contas, todos somos iguais perante a lei e deveríamos ser iguais perante a sociedade. Algo precisa ser feito!


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    A argumentação é pertinente, entretanto o candidato precisa se preocupar em manter o tema em primeiro plano durante toda a redação. Atenção para a repetição de construções como "cada vez mais". Atenção também para o uso da linguagem demasiadamente coloquial (como no segundo parágrafo: "nos dividimos como pedaços de bolo"), que torna o texto informal. Há problemas de concordância e pontuação. O candidato deve evitar o uso do ponto de exclamação, que pessoaliza e informaliza o texto. É importante evitar também frases generalizantes e clichês, como a que finaliza o texto: "Algo precisa ser feito!". Atenção para o uso equivocado do "onde" no último parágrafo. Ademais a proposta de intervenção precisa ser detalhada. O candidato aponta a necessidade de um sistema mais humanizado, mas não diz como isso deve ser feito, nem por quem.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás