Título da Redação: O retrocesso

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por eu-lírico


No conto "A bela e a fera ou a ferida grande demais" de Clarice Lispector, é retratado a história de uma mulher rica que ao se deparar com um mendigo muda sua visão sobre sua própria vida, Apesar desse texto ser fictício, ele exemplifica uma vantagem entre pobres e ricos, no qual se perde pelo fenômeno da camarotização.
O privilégio concedido à pessoas mais abastadas, além de erradicar a convivência de classes sociais distintas, pela separação espacial que esse evento causa, também favorece o processo da concentração de renda. Uma vez que, a ampliação da segregação social incentiva o acúmulo de bens. Pois a vantagem oferecida aos mais ricos deixa de ser um conforto a mais para se tornar um rótulo de "status".
Ainda, a camarotização interfere no princípio de isonomia, que, por consequência, afeta a democracia. Já que, serviços públicos viram sinônimo de algo que deve ser utilizado apenas por pessoas que não podem pagar por outra coisa.
A camarotização é um fato no qual prejudica todas as classes sociais, evita o contato inter-classes. Além disso, ela amplifica problemas como a concentração de renda. Logo, essa questão atual só beneficia a poucos e atrasa o progresso para uma humanidade mais igualitária.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    A introdução não situa o leitor de modo satisfatório acerca do tema que será abordado. A argumentação, apesar de pertinente, mantém-se na superfície. Não há proposta de intervenção que sugira uma ação que contribua na resolução do problema. Ademais, o candidato demonstra bom domínio da modalidade escrita padrão da língua, bem como do tipo dissertativo-argumentativo.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás