Título da Redação: História atual: lutas de classes

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por David Araújo


As pessoas, como forma de se rebelarem contra as péssimas condições de vida e com o alto índice de desemprego, organizaram-se e formaram movimentos ludistas durante a Revolução Industrial, na qual viam como forma de se expressarem naquela época. Nessa perspectiva, cabe analisar tanto as primeiras modificações que fizeram com que houvesse, cada vez mais, igualdades na sociedade brasileira quanto as consequências, ainda vigentes, podem acarretar.
Inicialmente, nota-se, que após várias transformações e revoluções, a sociedade passou a se tornar mais igualitária, a fim de buscar a utopicidade. Depreende-se, desse modo, que as modificações ocorridas no Brasil, tiveram como um dos marcos iniciais a abolição da escravatura em 1988, libertando milhares de escravos das lavouras cafeeiras, fazendo com que pudessem ocupar, enfim, seu lugar de cidadão, e a formação das constituições de 1934 e 1946, que estabelecia o direito ao voto paras as pessoas alfabetizadas e a obrigação das instituições de alfabetizar a maioria da população, que mal sabia escrever o seu próprio nome. Parafraseando a frase de Nelson Mandela: " a igualdade social é a única base do progresso e da felicidade humana ".
Contudo, após diversas sublevações ocorridas no Brasil, ainda, são visíveis as desigualdades sociais na educação, saúde e saneamento básico. Tais irregularidades são anomalias que acabam trazendo consigo malefícios para a população. A violência e a criminalidade junto com a ausência da educação levam os indivíduos a praticarem atos delituosos e violentos; a pobreza, por causa das carências de recursos econômicos, financeiros e sociais; a fome, quando há privatizações alimentícias e o racismo, pela suposta existência de raças diferentes e com diferença em superioridades entre elas.
Levando-se em consideração esses aspectos, torna-se necessário saber sobre as mudanças ocorridas na sociedade contemporânea e as colaridades das diferenças sociais, para que se quebrem os paradigmas da comunidade apática. Portanto, de-se aliar a democracia à eficiência econômica e justiça social com embasamentos nas ideias de Marx e Engels, junto com a reformulação da educação de base. Assim, de acordo com Karl Marx : " a história da sociedade atual é a história da luta de classes ".


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    A redação tangencia o tema, pois não aborda a questão da separação física entre as classes sociais proposta no tema. A introdução, focada na Revolução Francesa, não situa o leitor acerca do tema que será discutido. O candidato faz demasiada interdisciplinaridade e acaba não abordando o tema. As palavras "utopicidade" e "colaridade" não existem, logo, não deveriam estar em um texto formal. A proposta de intervenção sugere a aliança entre "a democracia, eficiência econômica e justiça social com embasamentos nas ideias de Marx e Engels, junto com a reformulação da educação de base", mas o que isso significa? Quem faria isso? Por quais meios? Note que a citação de Marx e Engels está desvinculada à discussão feita no texto, além de estar incompleta, pois quais são as ideias dos filósofos citados que seriam utilizadas na resolução do problema? Além disso, em se tratando de um texto formal, é importante que o candidato comece e termine com a sua voz, ou seja, as citações devem ser feitas no corpo do texto, não devendo iniciar ou finalizar a redação.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás