Título da Redação: Educação: mudança da sociedade

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 2 anos por Thay Ferreira


A busca por status evidencia cada vez mais o abismo socio-cultural entre as classes. Prova disso, é o desequilíbrio no que diz respeito ao ensino, em que escolas particulares detêm majoritariamente alunos que posteriormente preencherão grande parte das vagas destinadas a universidades públicas.
É válido considerar, antes de tudo, o impacto do regime escravista na formação da cultura brasileira. Desde o século xvi a diferença entre os mais diferente povos, tanto etno quanto social, gera verdadeiras barreiras segregando os mais abastados, das elites opressoras. Fato esse, que acaba por afastar a sociedade dos ideais que ela mesma apresenta através de seus representantes. Tendo como consequência uma pseudo-democracia
Cabe apontar também o papel do Estado frente às políticas de investimento educacional. Um país auto-denominado estado democrático de direito tem por dever garantir o respeito das liberdades civis, a democracia-agir em prol de um bem comum- dos interesses da população, disponibilizando educação de qualidade para todas as classes sociais, a fim de reestilizar a realidade de "camarotização" na qual vive o Brasil.
Desse modo, para que haja a tão sonhada igualdade entre as classes faz-se necessário investimentos do Governo brasileiro em educação, artes e cultura elevando assim o nível de ensino das escolas publicas, que outrora preocupavam-se em democratizar o conhecimento, e do senso crítico de seus alunos. Paulo Freire já disse que "a educação sozinha não muda a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda", sendo a educação o fator essencial para que essa mudança ocorra.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Sirleide Almeida

    Você apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, atendendo, de certa forma, à estrutura exigida com proposição, argumentação e conclusão. No entanto, lembre-se de que o texto dissertativo-argumentativo é todo organizado em defesa de um ponto de vista, sobre determinado assunto. É fundamentado por argumentos, a fim de influenciar a opinião do leitor ou ouvinte, tentando convencê-lo de que a ideia defendida está correta. Sendo assim, ele deve expor e explicar ideias. Daí a sua dupla natureza: é argumentativo porque defende uma tese, uma opinião, e é dissertativo, porque se utiliza de explicações para justificá-la. A falta de posicionamento consistente, já, no início do texto, prejudicou a sua argumentação, além disso, o excesso de concisão em algumas partes evidencia o desenvolvimento acanhado das ideias. Sugiro que, para evitar isso, acrescente leituras feitas sobre o assunto, tente demonstrar um pouco do repertório sociocultural adquirido durante sua vida estudantil. Demonstre que possui conhecimento aprofundado sobre as ideias apresentadas. Outra coisa que chama a atenção é que o título e a apresentação dão a entender que dará certa relevância sobre determinado enfoque, porém este é um tanto negligenciado. Por fim, elabora, de forma mediana, proposta de intervenção, sugiro que busque propostas mais detalhadas, específicas ao seu ponto de vista, consistentes e articuladas com o desenvolvimento de suas ideias. Ademais, continue se esforçando para alcançar seus objetivos. Bons estudos!

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás