Título da Redação: Brasil, um país de poucos.

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 1 ano por Maria Emília Barbosa


No filme “Carlota Joaquina, a princesa do Brasil” é retratada a vinda da coroa portuguesa para o país, sendo demonstrado o processo de acomodação e as consequências que esse acontecimento desencadeou. Apesar do desenvolvimento notável das cidades de Salvador e Rio de Janeiro, os frutos da elite portuguesa no Brasil influenciaram diretamente na segregação das classes sociais. O que ainda é observado na atualidade.
A divisão das categorias comunitárias ocorre no Brasil por decorrência da forma de governo capitalista, todavia o método administrativo da Federação é falho, oferecendo privilégios aos ricos e desfavorecendo os pobres, o que torna a segregação social um problema. Como dissera Aristóteles: “a base da sociedade é a justiça”, portanto o que esperar de uma sociedade governada por princípios injustos?
Contudo, o obstáculo está longe de ser solucionado devido ao Estado não igualar a qualidade dos serviços públicos com os privados como, por exemplo, com as escolas e os hospitais comunitários precários, cria-se a necessidade de particulares. Além disso, em um país democrático o esperado é a integração de toda sociedade nas decisões governamentais, porém isso não ocorre graças ao poder ser concentrado nas mãos elitizadas.
Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. A Receita Federal deve investir uma maior parcela dos impostos arrecadados na melhoria dos serviços estatais, além de parcerias com público-privadas. Subsídios devem ser concedidos para a criação de comissões que sejam realizadas com a participação de todas as classes sociais com o objetivo de obter propostas para melhorias no governo.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Não existem comentários. Seja o a comentar neste texto.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás