Título da Redação: Brasil: Colônia X Império

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por Sabrina Fernandes


Brasil um país que se diz democrático, mas que desde os primórdios de sua história separa a população entre colônia e império.
A segregação entre ricos e pobres sempre existiu, uma prova disso é ler a história do Brasil e ver como os barões dominavam seus escravos e empregados. A separação entre as classes era nítida: a filha de um barão jamais poderia se casar com um escravo.
Da mesma maneira era o ensino, somente aqueles que tinham maior poder aquisitivo poderiam estudar, porém, quando se fala em educação pode-se dizer que, no Brasil atual, ricos e pobres podem estudar em uma faculdade privada ou pública trocando experiências de vida.
Entretanto, a divisão entre a chamada elite e a plebe ainda existe em estádios de futebol, companhias aéreas, hospitais ( onde o setor privado está mais preparado para atender as necessidades da ellite), escolas( o aluno oriundo de escola privada passa uma imagem de ter mais conhecimentos do que um aluno de escola pública) e até mesmo em desfiles de escola de samba.
Além disso, pode-se destacar também segregação geográfica no Brasil, que são claramente percebidos: pessoas da classe mais alta vivem em bairros nobres - a própria palavra nobre já enfatiza tal divisão - enquanto aqueles que não tem poder aquisitivo acabam sendo marginalizados deslocando-separa as periferias.
Enfim, a população brasileira precisa ser mais unida diminuir o abismo entre a "elite e a plebe", para isso faz-se necessário que o governo invista nas necessidades mais básicas, como educação, saúde e lazer, sendo assim, os tempos de império e colônia não farão mais parte do cotidiano dos brasileiros


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    Toda a argumentação é pertinente, apesar do candidato não extrapolar a coletânea de textos motivadores de modo relevante. A ideia de fazer uma cronologia da segregação por classes no Brasil é muito válida e poderia ter sido melhor explorada. Atenção ao parágrafo inicial: muito curto, não situa o leitor no tema e deve ser incorporado ao parágrafo seguinte. Atenção também à pontuação. A proposta de intervenção está vaga. o candidato sugere que o governo invista mais em necessidades básicas, mas como isso ajudaria na resolução do problema? De que modo o governo deveria agir? Qual o papel das outras áreas da sociedade (como escola, família, igreja, ongs e os indivíduos)?

  • Enviado por Ingrid Dayse

    Olá, na introdução esta faltando a tese. Falta interdisciplinalidade. Poderia usar menos exemplos mas explorar-los mais a fundo, os desenvolvimentos ficaram mt vago.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás