Título da Redação: Apartheid financeiro

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 1 ano por Rayi Tupinambás


Dentro do padrão de comportamento atual, é muito comum julgar pessoas com base em fatores financeiros. Esse fenômeno, que às vezes passa desapercebido, mas já é intrínseco à maioria, é responsável pelo abismo social entre as classes econômicas.
Essa filosofia medíocre, que aproxima o ser do ter, tem sua origem no pós primeira guerra. Os Estados Unidos financiavam uma produção desenfreada e, como formar de incentivo ao consumo, surgiu o mantra consumismo. O resultado foi a crise de vinte e nove, e mesmo com esse desastre, até hoje o mundo não reconhece os males dessa mentalidade capitalista,
Na sociedade atual, a supervalorização do poder de compra resulta no grande preconceito entre classes, uma separação nítida de hábitos, amizades e convivência.
Basta de ideias do passado atrasando o futuro, é preciso findar a doutrinação do consumismo, seja nas propagandas, no comportamento de personagens de novela ou até mesmo nos ensinamentos de pais para filhos. E no seu lugar ensinar o respeito, a aceitação e integração. Assim esses hábitos se tornarâo intrínsecos à nova geração. E quando o valor dos bens voltar a ser apenas material, as pessoas de todas as classes conviverão sem discriminar.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Não existem comentários. Seja o a comentar neste texto.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás