Título da Redação: Antes no futuro do que agora

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 2 anos por usuário anônimo.


Chandons, whiskys, carros de luxo, publicações. Esses são os principais instrumentos do cenário da elitização da sociedade brasileira. Como consequência dessa "camarotização" é vigente a predominância do ter, e não mais do ser, além da desigualdade social, talvez já prevista por Brás Cubas, que expôs não ter filhos a fim de não transmitir sua miséria.
Não é atípico que o ícone do poder é o consumo e a ostentação. Em épocas remotas, o Coliseu era o instrumento de reuniões artísticas sem divisões de classes, passando a segrega-las com o passar do tempo até nas reuniões religiosas. Hoje, percebe-se uma ascensão social em uma simples vestimenta ou, até mesmo, em uma partida de futebol assistida na melhor arquibancada do estádio. Diante disso, verificam-se os efeitos da desigualdade social advindos do poder publicitário, como exemplo o Instagram. Assim, essa série de padrões sociais podem gerar transtornos psicológicos, como a depressão, para aqueles que não usufruem desses poderes aquisitivos.
Se os indivíduos são os próprios detentores de escolhas, então algo pode refletir no seu futuro e dos deus descendentes, já que , a banalização das diferenças continua mais forte. É possível acreditar ainda que aqueles que não detêm o mesmo poder ou que não demonstram igualdade, acabam por ser desprezados, ilusão óptica que se faz presente em pessoas possuidoras de carros consagrados, e não detêm casas com aparência de mesmo poder aquisitivo. Logo, é visível o distanciamento do conceito de amizade e inclusão social.
Tem-se, portanto, o discernimento das classes e o preconceito material de produtos de sua divergência. Faz-se necessário, por parte da família, a longo prazo, uma reestruturação dos valores morais e éticos, mediante ao incentivo a fuga dos padrões que a sociedade impõe e de uma maior valorização da simplicidade dos indivíduos. Ademais, é viável a incorporação de práticas educacionais, pela escola , na imposição ao pensar no futuro, algo que proporciona para a sociedade cidadãos mais estruturados e organizados economicamente, através de aulas de formação cidadã e economia, visando idealizar os jovens ao futuro próspero.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

Não existem comentários. Seja o a comentar neste texto.

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás