Título da Redação: Amor e fraternidade ou dinheiro e desigualdade?

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por Med2016


A sociedade vive uma constante mudança, a cada segundo se observa uma nova invenção, uma nova relação, um novo comportamento. A sociedade como um todo é instável, onde as influências do sistema capitalista se sobressaem no modo de vida contemporâneo.
Há muito se perdeu a essência da fraternidade, do amor ao próximo, e em contrapartida se ganhou uma necessidade de querer sobressair-se perante os demais. É da natureza humana trabalhar para possuir a melhor qualidade de vida possível , todavia o termo qualidade de vida já não é objetivo principal na vida das pessoas, hoje, o ser humano perdeu parte de sua compaixão e amor para dar vez à ambição, prova desse argumento é a exploração dos senhores capitalistas para/com seus funcionários, o que acarreta a desigualdade sem precedentes que se possui atualmente e contribui cada vez mais para a separação das classes sociais.
O governo deve intervir, unir os brasileiros proporcionando a eles as mesmas oportunidades, a mesma educação, o mesmo sistema de saúde, para que o sistema privado deixe de contribuir para a segregação e passe a contribuir para a união entre chefes e empregados. Na democracia, teoricamente, não escolhe-se classe social, e como um país democrata, o Brasil deve investir em projetos para que o povo exerça-a em sua plenitude, não apenas a classe dominante, quando isso ocorrer, a separação entre classes irá diminuir, quando todos trabalharem por uma nação mais justa, essa justiça virá, e não haverá os ''camarotes'' sociais tão visíveis em nossa sociedade.


Deixe seu comentário

  • Campo obrigatório


Comentários enviados

  • Correção Gratuita
    Enviado por Ariana Lobo

    A redação não possui erros significativos em relação à gramática e o candidato demonstra conhecimento sobre o tipo dissertativo-argumentativo. Entretanto, nos dois primeiros parágrafos não há discussão acerca do tema, que se encontra implícito. Note que na ausência da leitura prévia dos textos motivadores o leitor não sabe de que se trata o texto, sendo que o candidato somente entra no tema no último parágrafo, sem antes ter feito uma introdução sobre o tema de fato. A proposta de intervenção, apesar de longa, é vaga. O que o governo deve fazer? De que modo? O governo deve investir em quais tipos de projetos? Quais exemplos?

  • Enviado por Débora Bastos

    Meu primeiro comentário seria o título longo, é sempre melhor escrever algo mais curto e forte. A introdução não possui tese, o que é problemático. Eu achei o segundo parágrafo muito "lugar comum", idealizado e pouco articulado com o tema. Até o final do segundo parágrafo não dá pra ter nem ideia do tema da redação. É na conclusão que existem argumentos mais relacionados com o tema, mas não deveria haver um desenvolvimento de ideias novas na conclusão, ela parece bem desligada do resto do texto e a proposta de intervenção é muito genérica e fraca. Espero que tenha ajudado!

  • Enviado por Bia Melo

    Creio que você deveria ter usado argumentos mais fortes... ficou um tanto quanto superficial. Também poderia ter feito melhor uso da pontuação. Em trechos onde você usou vírgulas, eu colocaria pontos, pra que os argumentos não ficassem com tom de atropelamento um sobre o outro. Olha um exemplo, nesse trecho: "para que o povo exerça-a em sua plenitude, não apenas a classe dominante, quando isso ocorrer, a separação entre classes irá diminuir, quando todos trabalharem por uma nação mais justa, essa justiça virá, e não haverá os ''camarotes'' sociais tão visíveis em nossa sociedade." Eu faria assim: ... para que o povo exerça-a em sua plenitude, não apenas a classe dominante. Quando isso ocorrer, a separação entre classe irá diminuir. Quando todos trabalharem por uma nação mais justa, essa justiça virá. Assim, não haverá... Coisas assim, que com o treino você vai melhorar com certeza. Boa sorte :)

  • Enviado por Anne Lima

    Bom, toda vez que vc vai por uma pergunta como titulo ou no começo do texto vc tem que responde-la no decorrer do mesmo. Vc repetiu muito "sociedade" na indrotucao e começou o texto de uma forma bastante clichê. Achei seus argumentos meio fracos, vc poderia ter explorado melhor o tema. Ficou muito focado no sendo comum. E sua conclusao ta falando o que fazer, porem nao esclarece bem como fazer e vc só focou em apenas uma medida e o resto foi senso comum.

  • Enviado por Claudio Santos

    Acredito que a pontuação poderia ter sido melhor empregada. Além disso, o ENEM também valoriza a contextualização e a seleção de argumentos de outras áreas de conhecimento para defesa do ponto de vista, o que não foi empregado de forma mais expressiva. Dentro das 5 competências analisadas, acredito que a pontuação estaria mais ou menos distrubuída conforme abaixo: 1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa - 160 2) Compreensão da proposta de redação - 160 3) Seleção e organização das informações - 160 4) Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto - 160 5) Elaboração de uma proposta de solução - 160

  • Enviado por Claudio Santos

    Acredito que a pontuação poderia ter sido melhor empregada. Além disso, o ENEM também valoriza a contextualização e a seleção de argumentos de outras áreas de conhecimento para defesa do ponto de vista, o que não foi empregado de forma mais expressiva. Dentro das 5 competências analisadas, acredito que a pontuação estaria mais ou menos distrubuída conforme abaixo: 1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa - 160 2) Compreensão da proposta de redação - 160 3) Seleção e organização das informações - 160 4) Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto - 160 5) Elaboração de uma proposta de solução - 160

Rua 235, Número 294. Setor Leste Universitário. Goiânia/GO. Telefone: (62) 3209 6034

Projeto Redação © 2018 - Orgulhosamente Feito em Goiás