Passe o mouse nas marcações para ler os comentários.


O grande cientista Albert Einstein, ao dizer que “tornou-se aterradoramente claro que a nossa tecnologia ultrapassou a nossa humanidade”, provocou uma contundente reflexão acerca da evolução tecnológica e de suas diversas consequências. Diante disso, essa modernidade está propiciando um enfraquecimento nas relações familiares, devido, principalmente ao uso exacerbado da internet, que permitiu um maior fluxo de informações, porém, criou um cenário de segregação no âmbito familiar.
É pertinente elencar, de início, que a desconexão das interações familiares passou a ser um fato notório no limiar dessa década, quando o advento das redes sociais atrelado ao desenvolvimento de aparelhos cada vez mais modernos, passaram a ser itens indispensáveis no cotidiano das pessoas. Dessa maneira, o convívio familiar começou a sofrer seus primeiros distanciamentos com a extensão do ambiente profissional até os domicílios, que permitiu um maior lucro financeiro aos pais, porém, prejudicando na formação da identidade de seus filhos, exaurindo, assim, os laços parentescos.
Todavia, diante desse impasse frente à problemática, ainda há outra razão para o agravamento do mesmo. Sem dúvidas, o uso elevado das redes sociais pelos jovens brasileiros, tem propiciado um grande descontrole no meio familiar, uma vez que, essas ferramentas alimentam neles, uma carência afetiva de estar sempre conectados e expondo seus sentimentos publicamente, gerando uma dependência virtual e um consequente isolamento dos familiares. Seguindo essa linha de raciocínio, o sociólogo Zygmunt Bauman alega sobre a “modernidade liquida”- Tudo é mais fácil na vida virtual, mas perdemos a arte das relações sociais e da amizade. Logo, por mais que esse desafio seja difícil de ser minimizado, não é impossível.
Portanto, para que a segregação familiar seja amenizada de forma contundente, é dever do Poder Legislativo, a criação de leis trabalhistas que tem por objetivo coibir a expansão da carga horário no ambiente familiar. Além disso, cabe ao Ministério das comunicações, instituir campanhas midiáticas nas emissoras de TVs e Rádios com o intuito de conscientizar os jovens para o uso consciente das redes sociais. Ademais, a Associação Brasileira de Terapia Familiar (ABRATEF), deverá disponibilizar de um projeto de desconexão virtual, que promoverá encontros familiares em finais de semana para fortalecer as relações.


Comentário em texto


Olá, tudo bem? Sua redação é muito boa, pois você escreve muito bem, apresentando domínio da modalidade formal da língua com rica seleção vocabular, além de períodos muito bem construídos sintaticamente. O tema foi muito bem desenvolvido e as alusões a Einstein e a Zygmunt Bauman enriqueceram bastante sua proposição. Da mesma forma, sua argumentação, no geral, é firme, consistente e madura :) Ademais, a seleção de conectivos é diversificada e funciona muito bem na construção de sentidos de suas ideias e na sequenciação e progressão textual. A única ressalva a ser feita é quanto à proposta de intervenção, pois é importante apresentar medidas que resolvam os problemas que tenham sido apresentados anteriormente e que tragam bônus para a sociedade. Enfim parabéns pelo texto e continue praticando! Abraços e até mais!

Marcações

Correção no modelo ENEM


Competência Nota Comentário

Competência 1

Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.

200 Demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita serão aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizem reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

200 Desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo, e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

200 Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, em defesa de um ponto de vista.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

200 Articula bem as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

160 Elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.
Nota total 960